Geral

Falta de renovação de convênios por ex-prefeito causa atraso de salários na Seleta

Uma funcionária da Seleta Sociedade Caritativa e Humanitária relatou que, pelo segundo mês consecutivo, os salários dos empregados estão atrasados. O dinheiro, que deveria ser repassado no dia 1º, ainda não caiu e em março, os funcionários receberam apenas no dia 13. A funcionária reclama do atraso no salário e também da falta do vale-transporte. […]

Arquivo Publicado em 08/04/2014, às 17h49

None

Uma funcionária da Seleta Sociedade Caritativa e Humanitária relatou que, pelo segundo mês consecutivo, os salários dos empregados estão atrasados. O dinheiro, que deveria ser repassado no dia 1º, ainda não caiu e em março, os funcionários receberam apenas no dia 13. A funcionária reclama do atraso no salário e também da falta do vale-transporte. “Tem que tirar do bolso para vir trabalhar”.

De acordo com a Seleta, como há convênio, o pagamento é feito pela prefeitura, que também é a responsável pela contratação dos funcionários.Em março e abril, a prefeitura não teria feito o repasse nos dias certos, impossibilitando o pagamento.

Segundo a assessoria da Prefeitura de Campo Grande, a gestão anterior não havia renovado os convênios das entidades Seleta e Omep e que, quando o prefeito Gilmar Olarte assumiu, não havia dotação orçamentária para pagar os trabalhadores.

A assessoria ainda afirmou que uma suplementação de R$ 15 milhões foi publicada nesta terça-feira (8) e que, no mesmo dia, os recursos referentes aos convênios serão depositados nas contas das respectivas entidades (Omep e Seleta) para que essas efetuem o pagamento de seus funcionários.

Jornal Midiamax