Geral

Facebook aperta regras de privacidade nas aplicações e introduz login anônimo

As questões relacionadas com a privacidade na rede social foram a principal prioridade da apresentação de Mark Zuckerbeg na conferência f8. O CEO do Facebook quer limitar a informação partilhada com as aplicações. O Login Anônimo é uma das ferramentas que Mark Zuckerberg apresentou na conferência para programadores, defendendo a forma simples de os utilizadores […]

Arquivo Publicado em 01/05/2014, às 11h47

None
1598364399.jpg

As questões relacionadas com a privacidade na rede social foram a principal prioridade da apresentação de Mark Zuckerbeg na conferência f8. O CEO do Facebook quer limitar a informação partilhada com as aplicações.

O Login Anônimo é uma das ferramentas que Mark Zuckerberg apresentou na conferência para programadores, defendendo a forma simples de os utilizadores terem acesso a uma aplicação sem partilharem qualquer tipo de informação pessoal.

O sistema já está sendo experimentado com alguns programadores e deverá ser introduzido em breve de forma alargada, respondendo também a uma inquietação dos utilizadores que não conseguem controlar o tipo de informação partilhada com aplicações que não são desenvolvidas pelo Facebook.

Com o Login Anônimo não será necessário guardar nomes de utilizadores nem senhas, e as aplicações podem ser experimentadas de forma anônima, podendo depois mudar as definições em qualquer altura.

Mark Zuckerberg anunciou ainda outras ferramentas para dar mais controle aos utilizadores, nomeadamente uma nova forma de autenticação na rede, com o Facebook Login, que dá mais controle à informação enviada para as milhares de apps que nasceram à volta da rede social.

Vai ser também introduzido um novo painel de controle das aplicações, dando aos utilizadores uma forma mais simples de gerirem as apps que estão ligadas aos seus perfis. Esta funcionalidade será disponibilizada nas próximas semanas.

Algumas imagens dos novos interfaces já foram mostradas na conferência.

Na conferência que reuniu mais de 2 mil programadores ficou bem patente a aposta que o Facebook está a fazer na área da mobilidade e na transformação do poder da rede em receitas.

Mark Zuckerberg insistiu bastante no conceito da estabilidade e posicionou o Facebook como um plug in que pode ser integrado em todas as apps, fornecendo serviços aos programadores.

Para além das novas formas de Login, o CEO do Facebook anunciou também uma nova rede de publicidade para aplicações móveis que deverá permitir aos programadores monetizarem o investimento feito em serviços e conteúdos. A Audience Network estende o valor que já está a ser criado em anúncios dentro do Facebook para fora da rede social, e estão previstos mais desenvolvimentos nos próximos meses.

Jornal Midiamax