Geral

Fábrica de tablets será instalada em Campo Grande e deve gerar 300 empregos

Projeto de doação do terreno de mais de 20 mil m² foi entregue hoje à Câmara. Se aprovado, o lançamento da obra de R$ 150 milhões já deve ocorrer na próxima quinta-feira.

Arquivo Publicado em 18/03/2014, às 20h52

None
1923521621.jpg

Projeto de doação do terreno de mais de 20 mil m² foi entregue hoje à Câmara. Se aprovado, o lançamento da obra de R$ 150 milhões já deve ocorrer na próxima quinta-feira.

Uma fábrica de tablets, notebooks, smartphones e outros eletrônicos será instalada em breve em Campo Grande. O lançamento da pedra fundamental para o início das obras está previsto para a próxima quinta-feira (20). A empresa deve gerar 300 empregos diretos.

O anúncio da fábrica da Uninter Informática foi feito nesta terça-feira (18) pelo prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte durante posse de novos secretários da prefeitura em solenidade na Câmara. O investimento é de R$ 150 milhões.

O projeto de doação do terreno e incentivos fiscais foi assinado e deve tramitar em regime de urgência para aprovação na Casa de Leis. “Esse é o primeiro ato de muitos para dar celeridade à industrialização na cidade”, afirmou o prefeito.

A área a ser doada tem 20 mil metros quadrados e também terá isenção do ICMS. Está prevista a produção de 1,1 milhão de produtos e a fábrica deve ter um faturamento de R$ 240 milhões já no primeiro ano e R$ 870 milhões no quinto ano.

“Essa foi uma primeira vitória. Deixei tudo pronto e a gestão passada não assinou. Agora vamos lutar para aprovar e ampliar a industrialização em Campo Grande”, afirmou Edil Albuquerque, secretário da Sedesc.

O incentivo para esta indústria será pelo Prodes (Programa de Desenvolvimento Econômico e Social de Campo Grande) que tem como objetivo atrair empreendimentos, aumentar a oferta de emprego e aumentar a renda da população da Capital, por meio de incentivos fiscais.

Jornal Midiamax