Geral

FAB retoma buscas por avião desaparecido no Pará

A FAB (Força Aérea Brasileira) retomou na manhã desta quarta-feira as buscas pelo bimotor que desapareceu nesta terça-feira (18) após decolar do município de Itaituba (a 890 quilômetros de Belém) em direção a Jacareacanga (a 1.150 quilômetros de Belém). Uma aeronave SC-105 e um helicóptero Blackhawk estão atuando nas buscas. De acordo com a Funai […]

Arquivo Publicado em 19/03/2014, às 12h41

None

A FAB (Força Aérea Brasileira) retomou na manhã desta quarta-feira as buscas pelo bimotor que desapareceu nesta terça-feira (18) após decolar do município de Itaituba (a 890 quilômetros de Belém) em direção a Jacareacanga (a 1.150 quilômetros de Belém). Uma aeronave SC-105 e um helicóptero Blackhawk estão atuando nas buscas.


De acordo com a Funai (Fundação Nacional do Índio) em Itaituba, a aeronave estava a serviço da Sesai (Secretaria Especial da Saúde Indígena) e se deslocava a Jacareacanga para fazer o atendimento de saúde a índios da etnia Munduruku. Informações preliminares indicam que havia cinco pessoas a bordo.


O serviço de comunicação social da Aeronáutica informou que o último contato do piloto com a torre de controle foi feito por volta de 14h (horário de Brasília). A FAB não divulgou o conteúdo do contato e nem se o piloto reportou algum tipo de pane.


Segundo reportagem do programa Bom Dia Brasil, da TV Globo, a técnica de enfermagem Rayline Campos, que estava a bordo da aeronave, conseguiu enviar uma mensagem de texto para o seu tio, Rubélio Santos, informando que o avião enfrentava uma tempestade e que um dos motores havia tido uma pane. A mensagem foi enviada minutos antes de o avião desaparecer.


A área sobre qual o avião voava é repleta de áreas indígenas e floresta amazônica densa.

Jornal Midiamax