Geral

Exposição “Cromo Somos Campo Grande” será lançada na próxima semana

A Fundac (Fundação municipal de Cultura) apresenta a partir de quarta-feira (8), o artista plástico Fernando Anghinoni, em exposição na Galeria de Vidro, do Armazém Cultural da Capital. Ele compôs uma a exposição de artes visuais intitulada “Cromo Somos Campo Grande”, que faz uma homenagem aos 115 anos do município, em um resgate, através de […]

Arquivo Publicado em 03/10/2014, às 19h51

None

A Fundac (Fundação municipal de Cultura) apresenta a partir de quarta-feira (8), o artista plástico Fernando Anghinoni, em exposição na Galeria de Vidro, do Armazém Cultural da Capital. Ele compôs uma a exposição de artes visuais intitulada “Cromo Somos Campo Grande”, que faz uma homenagem aos 115 anos do município, em um resgate, através de fotografias e desenhos, dos traços culturais e étnicos das pessoas que circulam pelas ruas, praças, parques e feiras campo-grandense. Ele escolheu viver e trabalha na Capital, e hoje encontramos em sua obra elementos da terra e influências da atmosfera que gira em torno da cidade e região.

O artista abre a mostra na quarta-feira, seguindo até fim de novembro de 2014, com apoio da Prefeitura Municipal, via Fundac, que contemplou o projeto pelo FMIC (Fundo Municipal de Incentivo a Cultura) em 2013. Haverá ainda, no dia do lançamento da exposição, apresentação cultural, com participação especial do Grupo Vocal Maria Bonita.

Fernando Anghinoni nasceu em Antônio Prado – RS, onde despertou seu interesse pela pintura, gravura e pela tipografia. É pós-graduado em design gráfico e frequentou várias escolas de Artes no Brasil e no exterior. Têm em seu currículo, exposições individuais e coletivas, no sul e centro-oeste do Brasil. Participou de diversos salões de artes, entre eles, o Salão de Artes de Campo Grande.

A exposição de Fernando começa na quarta feira, dia 8 de outubro às 19h30min e segue até o final do mês, na Galeria de Vidro, na Esplanada Ferroviária, localizada à Avenida Calógeras esquina com Avenida Mato Grosso. Depois, a exposição vai para a Praça Ary Coelho onde permanece por 10 dias e segue para a Feira Central, onde fica até o final de novembro.

O artista pode ser encontrado pelo e-mail: [email protected]

Jornal Midiamax