Geral

Eventos-teste e R$ 65 mi são alguns dos desafios da Arena da Baixada

O mistério de Curitiba ser confirmada cidade-sede para a Copa do Mundo terminou nesta terça-feira, como previsto. Após muitas especulações sobre sua exclusão, a capital paranaense foi reafirmada oficialmente e garantida no Mundial. O risco de excluir uma sede neste momento traria problemas e um mico geral envolvendo todos os responsáveis pela escolha e envolvimento […]

Arquivo Publicado em 19/02/2014, às 11h00

None

O mistério de Curitiba ser confirmada cidade-sede para a Copa do Mundo terminou nesta terça-feira, como previsto. Após muitas especulações sobre sua exclusão, a capital paranaense foi reafirmada oficialmente e garantida no Mundial. O risco de excluir uma sede neste momento traria problemas e um mico geral envolvendo todos os responsáveis pela escolha e envolvimento da cidade.


Perto das 12h20, o consultor de estádios da Fifa, Charles Botta, realizou a vistoria técnica na Arena da Baixada e constatou, após quase duas horas, a surpreendente evolução nos últimos 29 dias. Do dia 21 de janeiro pra cá, quando Valcke fez sua última visita a capital paranaense e cobrou melhorias consideráveis, o estádio saiu dos 88,8% para pouco mais de 91% das obras concluídas.


Essa porcentagem envolve as exigências feitas em janeiro e outros progressos: a grama colocada (em menos de uma semana), cobertura concluída, cadeiras instaladas (mais de 15 mil), conclusão da subestação elétrica, instalação dos refletores, início da montagem do telão, além dos vestiários e áreas de circulação, que estão em fase de acabamento.


“Governo, Prefeitura e Atlético-PR trabalharam e a cidade entendeu a pressão exercida. Está atrasado, mas estão trabalhando com afinco, sob pressão. As equipes da Fifa e do COL vão permanecer lá e a gestão do estádio estará sob nossa responsabilidade, com apoio da das autoridades envolvidas”, completou Valcke.


Mesmo com o bom desenvolvimento nas últimas semanas, Curitiba ainda precisa finalizar o estádio e tem novos prazos para isso. “Vamos honrar todos os nossos compromissos, a população curitibana pode ter certeza disso”, garantiu Gustavo Fruet.

Jornal Midiamax