Geral

Espetáculo que narra história de Marçal de Souza será encenado nas Uneis da Capital

A trajetória do líder guarani Marçal de Souza e sua resistência histórica na luta pela terra e pelos direitos dos povos indígenas é a base do espetáculo Tekoha, do grupo Imaginário Maracangalha, que será encenado aos reeducandos entre os dias 23 e 26 de setembro, a partir das 14 horas, nas Uneis da Capital. As […]

Arquivo Publicado em 20/09/2014, às 18h15

None
920490405.jpg

A trajetória do líder guarani Marçal de Souza e sua resistência histórica na luta pela terra e pelos direitos dos povos indígenas é a base do espetáculo Tekoha, do grupo Imaginário Maracangalha, que será encenado aos reeducandos entre os dias 23 e 26 de setembro, a partir das 14 horas, nas Uneis da Capital.

As apresentações culturais fazem parte das comemorações da Semana da Juventude 2014 e beneficiarão 100 reeducandos de Campo Grande

“As apresentações são muito importantes porque ajudam a aproximar os internos da arte. Acredito profundamente que as expressões culturais ajudam a transformar vidas e que a ressocialização passa diretamente pela oferta de educação e cultura”, analisa o diretor-presidente da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, Américo Calheiros.

A palavra que dá nome ao espetáculo, Tekoha, tem um significado peculiar. “Teko” significa modo de estar, sistema, lei, hábito, costume. Tekoha, assim, refere-se à terra tradicional, ao espaço de pertencimento da cultura guarani. É no Tekoha que os guaranis vivem seu modo de ser.

O Teatro Imaginário Maracangalha faz na rua, praças e outros locais de encenação a representação tão sagrada aos guaranis. O espetáculo conta com a direção de Fernando Cruz e com os atores Camilah Brito, Fernando Cruz, Fran Corona, Moreno Mourão e Renata Cáceres no elenco. O figurino é de Ramona Rodrigues.

O projeto conta com apoio da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, em parceria com a Superintendência de Assistência Socioeducativa da Secretaria de Justiça e Segurança Pública.

Uneis

A Superintendência de Assistência Socioeducatica da Sejusp atua na viabilização de tratamento adequado para reintegrar os internos ao convívio social por meio de programas, projetos e atividades preventivas e de tratamento. Também elabora, desenvolve e estimula programas de atendimento dos aspectos pessoais, sociais, familiares e profissionais dos adolescentes.

Campo Grande conta com quatro Uneis; Dourados e Corumbá contam com duas cada; Já as cidades de Ponta Porã e Três Lagoas com uma. As Uneis são classificadas por categoria, considerando a sua estrutura administrativa e operacional e o quantitativo de adolescentes em medidas socieducativas: de internação, internação provisória e semiliberdade.

Confira o cronograma de apresentações:

23 de setembro – terça-feira


  • Unidade Educacional de Internação Provisória Masculina Novo Caminho

  • Rua Afonso Celso, nº 710, Bairro Jardim Los Angeles

24 de setembro – quarta-feira


  • Unidade Educacional de Internação Masculina Dom Bosco

  • BR-262, Km 309

25 de setembro – quinta-feira


  • Unidade Educacional de Internação Feminina Estrela do Amanhã

  • Rua Delegado Paulo Roberto Bastos, nº 20, Jd. Veraneio

26 de setembro – sexta-feira


  • Unidade Educacional de Semiliberdade Masculina Tuiuiú

  • Rua Fortaleza, nº369, Jardim Imá
Jornal Midiamax