Geral

Espetáculo ‘Frágil ou O sentido da ruptura’ retrata a vida de índios guaranis kaiowas

A vida dos jovens índios guaranis kaiowas é retratada em espetáculo único de dança do grupo Funk-se. Mostrando a série de dificuldades enfrentadas pelos indígenas, como a grande perda de território, restrição de mobilidade da população que é tradicionalmente nômade, ruptura entre as gerações e consequente quebra de valores, o espetáculo emociona ao mesmo tempo […]

Arquivo Publicado em 14/04/2014, às 18h28

None
754237107.jpg

A vida dos jovens índios guaranis kaiowas é retratada em espetáculo único de dança do grupo Funk-se. Mostrando a série de dificuldades enfrentadas pelos indígenas, como a grande perda de território, restrição de mobilidade da população que é tradicionalmente nômade, ruptura entre as gerações e consequente quebra de valores, o espetáculo emociona ao mesmo tempo em que entristece.

A apresentação “Frágil ou O sentido da Ruptura” tem como fio condutor a dança, mas contando também com linguagens do teatro e circo, e roteiro inspirado pelas notícias do ano de 2008, quando houve uma onda de suicídios de jovens indígenas da etnia guarani-kaiowá.

Contemplado pelo Prêmio Funarte Petrobras Klauss Vianna 2012, o espetáculo será apresentado nesta terça-feira (15), às 20h30, no Espaço FNK, que está localizado na Rua 13 de Maio, 1.575. A entrada é franca, mas os ingressos são limitados e precisam ser retirados no local a partir das 20 horas.

A apresentação faz parte do roteiro de circulação que já levou o grupo a cidades como Rochedo, Rio Negro, Fátima do Sul, Glória de Dourados, Aldeia Panambizinho (Dourados), Sonora, Coxim, além de Araçatuba e Mirandópolis/SP.

Jornal Midiamax