Geral

Escolas públicas de Campo Grande estão fechadas em protesto pelo piso nacional

A maioria das escolas de Campo Grande paralisaram suas atividades nesta segunda-feira (17) em adesão dos professores da rede pública de ensino ao Dia de Paralisação Nacional. Os estudantes foram dispensados porque os professores lutam contra o projeto de lei 3.777/2008, que prevê a mudança do cálculo de correção do piso nacional do magistério. A […]

Arquivo Publicado em 17/03/2014, às 12h11

None

A maioria das escolas de Campo Grande paralisaram suas atividades nesta segunda-feira (17) em adesão dos professores da rede pública de ensino ao Dia de Paralisação Nacional.

Os estudantes foram dispensados porque os professores lutam contra o projeto de lei 3.777/2008, que prevê a mudança do cálculo de correção do piso nacional do magistério.

A categoria exige também carreira e jornada, investimentos dos royalties de petróleo na valorização dos professores, votação imediata do Plano Nacional de Educação, destinação de 10% do PIB (Produto Interno Bruto) para a educação e a correção pelo INPC(Índice Nacional de Preços ao Consumidor).

O piso nacional do magistério teve aumento de 8,32% e chegou a R$ 1.697 neste ano.

Durante esta manhã, a ACP (Sindicato Campo-Grandense dos Profissionais da Educação Pública) e professores promovem um encontro no Teatro da Mace para discutir com os deputados federais e senadores e para debater sobre o tema no dia da paralisação.

Jornal Midiamax