Geral

Entre estórias e canções, folclore regional é ensinado a alunos da rede estadual de ensino

Alunos de Corguinho, Rochedo e Rio Negro vão receber o projeto que une as histórias e causos de Jorge de Barros às canções dos músicos Guga Borba e Jerry Espíndola, além de pitadas de cenas de teatro com bonecos. O projeto Estórias e Canções da Nossa Terra, desenvolvido pelo artista plástico e diretor teatral Jorge […]

Arquivo Publicado em 09/06/2014, às 18h33

None
2146215515.jpg

Alunos de Corguinho, Rochedo e Rio Negro vão receber o projeto que une as histórias e causos de Jorge de Barros às canções dos músicos Guga Borba e Jerry Espíndola, além de pitadas de cenas de teatro com bonecos. O projeto Estórias e Canções da Nossa Terra, desenvolvido pelo artista plástico e diretor teatral Jorge de Barros com o patrocínio do Fundo de Investimentos Culturais da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul passará nesta semana pelos três municípios unindo música e contações de causos para crianças.

O objetivo é mostrar aos estudantes um pouco do folclore regional. “Será um show de contação de estórias e teatro somado as músicas compostas e cantadas pelos cantores da região, Guga Borba e Jerry Espindola. Vou contar os ‘causos’ do nosso folclore como o Pai do Mato, que é o protetor do cerrado, a Minhoca Gigante do rio Paraguai, a Mãe D´água, ou seja, levar um pouco do conhecimento da área da arte regional”, explica o artista.

Segundo Jorge, o projeto é uma forma de levar ao processo pedagógico um contato maior com a cultura regional. “Esses ‘causos’ foram colhidos no Estado e são estórias que normalmente não são contadas dentro da grade curricular, somente os nacionais como o saci, por exemplo, são citados. Temos uma grande riqueza dentro do processo folclórico da nossa região e se a gente não tivesse esse apoio do Estado com certeza não teria como produzir um trabalho como esse”.

O projeto já passou por Campo Grande e outros 10 municípios sul-mato-grossenses e é voltado para escolas da rede pública de ensino.

Artista plástico, ator e diretor de teatro, Jorge de Barros atua nas artes de Mato Grosso do Sul desde 1982 participado de diversos espetáculos teatrais, feiras de artesanato e artes no Estado e em outras regiões do país. Confecciona bonecos para o artesanato e peças teatrais com diversos materiais (espuma, sucata, papel machê).

Jornal Midiamax