Geral

Empreender na internet custa menos e planejamento é mais que essencial, ensina mentor de startups

A internet tem sido um novo espaço para o empreendedorismo. E no Brasil não é diferente. Afinal, uma das grandes vantagens do mundo digital é a possibilidade de atingir o mundo todo, com uma ideia, um produto ou um serviço, sem precisar fazer altos investimentos. Mas, mesmo não precisando de imediato gastar muito, na hora […]

Arquivo Publicado em 01/10/2014, às 20h31

None
1552681993.jpg

A internet tem sido um novo espaço para o empreendedorismo. E no Brasil não é diferente. Afinal, uma das grandes vantagens do mundo digital é a possibilidade de atingir o mundo todo, com uma ideia, um produto ou um serviço, sem precisar fazer altos investimentos.

Mas, mesmo não precisando de imediato gastar muito, na hora de colocar o projeto em prática, alguns cuidados são necessários. Saber por onde começar? Quais as diferenças entre empreender no espaço físico e no online? Saber como empreender na internet? São alguns dos detalhes que os especialistas alertam que o empreendedor digital não pode deixar passar despercebido.

Diretor de marketing e novos negócios do Grupo WTW e mentor de startups, Estevão Rizzo, conta que com R$ 5 mil dá para começar um e-commerce, por exemplo. Mas isso não significa que este será o único investimento. “Quando se fala em negócios na internet, falasse muito em ‘custos menores’, mas isso não deve ser confundido com ‘de graça’. A grande vantagem da internet é que é muito mais barato começar um negócio, mas quando ele crescer os custos também vão crescer. No mundo “físico”, uma empresa tem aluguel, no digital tem hospedagem”, diz.

Ele enfatiza que para aqueles quem deseja empreender no ambiente digital é preciso muito planejamento. “Com a ideia formulada, o primeiro passo é pesquisar sobre o mercado, montar um plano de negócios, criar uma boa marca e decidir em qual tecnologia (ferramenta) irá se investir para alavancar a empresa”, orienta.

Para quem não tem conhecimento sobre estes temas, o ideal é buscar qualificação com cursos ou procurar um parceiro, um mentor. De acordo com dados da pesquisa sobre o perfil do empreendedor digital brasileiro, 72% deles possuem um mentor.

As estratégias (ferramentas) que serão utilizadas para estimular o crescimento e desenvolvimento do negócio online também são relevantes no planejamento e merecem atenção especial, para que não se perca tempo e dinheiro.

MS

Mato Grosso do Sul tem empreendedores digitais de destaque internacional. Depois de ter sofrido um grave acidente em outubro de 2011, o jovem Felipe Dib decidiu lecionar inglês gratuitamente na internet, como uma forma de agradecer a Deus pelo milagre de ter sobrevivido. Assim nasceu a startup “Você Aprende Agora”, curso de inglês online.

Com quase 3 anos de existência, a empresa já acumula dados que revelam seu sucesso e potencial; até o momento foram 630 aulas gravadas e 5,5 milhões de aulas assistidas por alunos de todo o mundo.

De acordo com Felipe, o “Você Aprende Agora” começou com vídeos no canal Youtube, depois foi criado um site: “Foi a ferramenta que utilizamos para organizar todo nosso conteúdo e oferecer opções premium para os alunos que querem aprender mais e melhor, além de receber certificado e aulas VIP online”.

Quando o site desenvolveu uma maturidade online, uma das estratégias adotadas foi o desenvolvimento de um projeto de gamificação das aulas de inglês, no qual os alunos criam um perfil e acumulam pontos e badgets – selos especiais para o perfil de uso da plataforma. Segundo o empreendedor, a ideia de gamificação melhorou o índice de engajamento e fez com que o ‘Você Aprende Agora’ se tornasse um curso construído em um conceito de ‘Edutainment’, unindo educação com entretenimento.

Jornal Midiamax