Geral

Em debate promovido pela OAB-MS, somente um candidato comparece

Somente o candidato ao governo de Mato Grosso do Sul Nelsinho Trad (PMDB) compareceu ao debate na OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Mato Grosso do Sul) nesta sexta-feira (19). Os outros cinco não foram e apenas Delcídio do Amaral (PT) teria enviado justificativa e propostas para a área. O presidente da OAB, Júlio […]

Arquivo Publicado em 19/09/2014, às 15h03

None
1326123132.jpg

Somente o candidato ao governo de Mato Grosso do Sul Nelsinho Trad (PMDB) compareceu ao debate na OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Mato Grosso do Sul) nesta sexta-feira (19). Os outros cinco não foram e apenas Delcídio do Amaral (PT) teria enviado justificativa e propostas para a área.


O presidente da OAB, Júlio Cesar Souza Rodrigues, destacou que esta era uma oportunidade para os candidatos mostrarem suas propostas de governo e na área jurídica. “Nosso objetivo é saber dos candidatos quais são as propostas de trabalho, como serão implementadas, se há uma preocupação com os temas que elencamos que refletem hoje as necessidades não somente da classe dos advogados, mas de toda a sociedade. Uma Justiça célere beneficia, acima de tudo, o jurisdicionado, o cidadão comum que busca, no profissional advogado, seus principais direitos”.


Nelsinho usou seu tempo de 30 minutos para falar com a categoria. Ele destacou as obras que fez em Campo Grande e depois focou no tema do debate, esclarecendo que é a favor do horário integral de funcionamento do Fórum para evitar a morosidade na Justiça.


“Eu apoio a descentralização do judiciário por meio de juizados especiais e pretendo atuar junto do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul para reabrir comarcas pelo interior”.


Outro tema tratado no encontro foi o aumento do repasse do duodécimo para a defensoria pública. “Quanto a isso, temos que dialogar e encontrar alternativas para mostrar o que pode ser feito de maneira racional”, ponderou.


Ao final da fala, três conselheiros fizeram perguntas para o candidato e o presidente da Ordem com um relatório completo sobre o sistema prisional. “Queremos ressocializar os detentos, incentivá-los com cursos profissionalizantes e acesso ao trabalho”, destacou o candidato.


O presidente, o vice e conselheiros de todas as comissões da OAB estiveram presentes. Para a conselheira Tatiana Ujacow, presidente da Comissão de Combate à Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher, a presença dos candidatos é importante para que eles possam debater com todos os seguimentos da sociedade.


“São demandas e reivindicações e os candidatos precisam ouvir o lado de todos, no caso, o lado dos advogados para que eles realmente se comprometam com todas as categorias na sociedade”.


Jornal Midiamax