Geral

Ele de novo: Tomate puxa aumento do preço da cesta básica em Campo Grande

A alta do tomate (14,53%) é a principal responsável pelo aumento do preço da cesta básica em Campo Grande. A informação é de pesquisa da Coordenadoria de Pesquisas, Planos, Projetos e Monitoramento da Secretaria Estadual do Planejamento (Semac), divulgada nesta quinta (5). Em maio a cesta básica teve alta de 0,5% em relação ao mês […]

Arquivo Publicado em 05/06/2014, às 18h53

None
1729894327.jpg

A alta do tomate (14,53%) é a principal responsável pelo aumento do preço da cesta básica em Campo Grande. A informação é de pesquisa da Coordenadoria de Pesquisas, Planos, Projetos e Monitoramento da Secretaria Estadual do Planejamento (Semac), divulgada nesta quinta (5).

Em maio a cesta básica teve alta de 0,5% em relação ao mês anterior. Os 15 produtos da Cesta Básica Alimentar puderam ser adquiridos por R$ 318,47, enquanto no levantamento de abril, os mesmos produtos custavam R$ 316,90.

A pesquisa abrange 26 estabelecimentos varejistas de Campo Grande distribuídos em seis regiões (Centro I, Centro II, Norte, Sul, Leste e Oeste), sendo dois supermercados, um açougue e uma panificadora em cada região. Também são pesquisadas duas peixarias isoladas.

Dentre os 15 produtos pesquisados, sete tiveram preços elevados, com destaque para: tomate 14,53%; óleo 2,88%; arroz 1,87%; açúcar cristal 1,77%; feijão 1,61%%; carne (agulha) 0,56% e batata 0,35%. Os produtos que registraram queda de preço foram: laranja 2,84%; alface 2,64%; margarina 0,68%; macarrão 0,49% e banana (média – banana nanica e banana maçã) 0,21%. Mantiveram seus preços inalterados: pão francês, sal refinado e leite.

Tomate vilão novamente

De acordo com a pesquisa, o preço do tomate segue em alta por conta das altas temperaturas que concentraram seu ciclo de maturação, reduzindo os estoques no mercado interno. Nos últimos seis meses o fruto apresentou alta de 57,66%.

A Cesta Básica Familiar, que consiste no conjunto de 44 produtos em quantidade considerada suficiente para suprir as necessidades de uma família de cinco pessoas pelo período de um mês, também teve o tomate como principal responsável por alta no preço.

Com alta de 14,54%, o tomate lidera entre os 26 produtos que apresentaram elevação. Além do fruto, cebola, café em pó, cenoura, água sanitária e alho tiveram aumento significante.

A Cesta Básica Familiar custou em maio, R$ 1.363,38. No mês anterior, foi de R$ 1.361,16, havendo aumento médio de 0,16%.

(Com informações do Notícias MS).

Jornal Midiamax