Geral

Douradense morta na Espanha teria descoberto caso de ex-namorado com madrasta

Informações divulgadas pela Justiça da Espanha apontam que a douradense Patrícia Souza Leal, 28 anos, teria sido morta após descobrir que o ex-namorado, natural da República Dominicana, mantinha um caso amoroso com a própria madrasta. Informações recebidas há pouco pela reportagem indicam que por teste motivo, a brasileira teria terminado o namoro com o dominicano […]

Arquivo Publicado em 29/01/2014, às 16h31

None

Informações divulgadas pela Justiça da Espanha apontam que a douradense Patrícia Souza Leal, 28 anos, teria sido morta após descobrir que o ex-namorado, natural da República Dominicana, mantinha um caso amoroso com a própria madrasta.


Informações recebidas há pouco pela reportagem indicam que por teste motivo, a brasileira teria terminado o namoro com o dominicano que não aceitava o fim do relacionamento, e insistia para que ambos reatassem.


Patrícia teria sido morta depois de ameaçar tornar público o caso extraconjugal que o homem mantinha com a mulher do pai. A jovem foi vítima de um suposto plano elaborado pela dupla que não queria que o escândalo viesse à tona. Após ter sido dada como desaparecida, ela foi encontrada morta dentro de casa, debaixo do chuveiro.


O ex-namorado está preso. O corpo da douradense deve ser encaminhado para o Brasil nos próximos dias. Ela estava na Espanha há seis anos e vivia em Madri, onde trabalhava como babá.

Jornal Midiamax