Geral

Dilma veta aliança do PT com PSDB no estado, mas Delcídio insiste em projeto com Reinaldo

Pré-candidato do PT conversou com a presidente Dilma Rousseff sobre a aliança com PSDB no Estado neste sábado

Arquivo Publicado em 03/05/2014, às 19h38

None
1540461092.jpg

Pré-candidato do PT conversou com a presidente Dilma Rousseff sobre a aliança com PSDB no Estado neste sábado

Depois de esperar pela presidente da República, Dilma Rousseff (PT), por cinco dias, o senador Delcídio do Amaral (PT), pré-candidato ao governo do Estado, teve uma negativa para compor com o deputado federal Reinaldo Azambuja (PSDB). Agora, a ideia do petista é atrair os tucanos para uma ‘aliança branca’ em Mato Grosso do Sul.

“Oferecer à população uma alternativa que marque o começo de um novo tempo, democrático, moderno e generoso, sem ranço, privilégios ou perseguições, que alie o desenvolvimento econômico sustentável à justiça social e onde haja oportunidades para todos”, afirmou Delcídio em nota oficial divulgada na tarde deste sábado (3).

Desde terça-feira (29), o petista aguardava a presidente para uma reunião, esperando receber dela a autorização para avançar no projeto local com o PSDB. Depois de adiar para hoje, Delcídio finalmente teve a resposta, embora contrária à esperada. 

Dilma e a Executiva Nacional não permitiram a aliança com PSDB no Estado. Isto porque a presidente deve enfrentar o tucano Aécio Neves (senador por MG) na disputa pela Presidência.

Delcídio mantém sua pré-candidatura ao governo do Estado. Espera que Azambuja mantenha sua pré-candidatura ao Senado, agora na ‘chapa branca’ com o PT.

Segundo a nota assinada tanto por Delcídio e por Azambuja, as executivas estaduais continuarão as conversas para construírem juntas um projeto comum que será apresentado aos eleitores.

Jornal Midiamax