Geral

Digitais levam à prisão quadrilha que assaltou casa de delegada em Campo Grande

Através do exame pericial papiloscópico do Instituto de Identificação foi descoberta a identidade de Walter Bergson Rabelo Junior, de 19 anos, conhecido como ‘Frutinha’. Ele é um dos suspeitos de integrar a quadrilha que assaltou a casa da delegada Daniela Kades de Oliveira Garcia, no dia 11 de dezembro, no bairro Carandá Bosque, em Campo […]

Arquivo Publicado em 09/01/2014, às 13h51

None
854361081.jpg

Através do exame pericial papiloscópico do Instituto de Identificação foi descoberta a identidade de Walter Bergson Rabelo Junior, de 19 anos, conhecido como ‘Frutinha’. Ele é um dos suspeitos de integrar a quadrilha que assaltou a casa da delegada Daniela Kades de Oliveira Garcia, no dia 11 de dezembro, no bairro Carandá Bosque, em Campo Grande.

Por esta identificação foi possível achar os outros suspeitos de terem cometido o crime. São eles: Marllon Alves Cochev, de 20 anos, Lucas Otávio Alves Correa, 20 anos, e Ewerton Araújo Roque, de 18 anos, conhecido como ‘Vampirinho’, que está foragido.

Segundo o delegado Fabiano Goes Nagata, da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf), ‘Vampirinho’ é muito conhecido no meio policial por possuir diversas passagens. Ele já foi detido por roubo, ameaça, porte ilegal de arma, lesão corporal, tráfico de drogas e evasão.

Ainda de acordo com o delegado, todos foram detidos após o feriado do Natal, sendo Marllon preso na Vila Neusa e Lucas em um comércio em que trabalhava no centro.

Walter foi detido no Jardim Novos Estados em posse de dois revólveres, usados no assalto. “Todos possuem passagem e podemos falar em uma quadrilha, por que eles sempre praticavam os mesmos crimes”, fala Nagata.

O crime

Segundo os depoimentos dos detidos Walter estava em uma motocicleta com ‘Vampirinho’ como passageiro, ele estava armado com um revólver calibre 38. A outra motocicleta era conduzida por Lucas e Marllon estava armado com um revólver calibre 32.

‘Vampirinho’ entrou na casa e abriu o portão  para os demais. Eles afirmaram que escolheram a casa ao acaso, quando a vítima estava entrando na garagem. Todos afirmam que participaram do roubo a convite de Walter.

A polícia recuperou algumas joias que estavam na casa de Lucas e a pistola da vítima, que estava com Walter.

Jornal Midiamax