Geral

Desafiado por Delcídio, Nelsinho reafirma candidatura e diz que não tem medo da disputa

Após ser desafiado pelo senador Delcídio do Amaral (PT) a enfrentá-lo nas urnas em outubro deste ano, o ex-prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad (PMDB), afirmou não ter medo de disputa e que vai para luta pela sucessão estadual. “Não tem medo de disputa, quero ir para luta”, afirmou Nelsinho. O peemedebista disse ainda que […]

Arquivo Publicado em 18/02/2014, às 11h50

None
1565072839.jpg

Após ser desafiado pelo senador Delcídio do Amaral (PT) a enfrentá-lo nas urnas em outubro deste ano, o ex-prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad (PMDB), afirmou não ter medo de disputa e que vai para luta pela sucessão estadual.


“Não tem medo de disputa, quero ir para luta”, afirmou Nelsinho. O peemedebista disse ainda que seus adversários apostam na sua desistência para ganhar a disputa. “Querem ganhar por WO, mas isso não vai acontecer”, ressaltou.

Delcídio disse que quer o peemedebista na disputa eleitoral este ano, principalmente depois que recebeu uma pesquisa qualitativa, na semana passada.


Em relação à proposta do ministro Chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, de repetir a dobradinha nacional do PT com PMDB, Nelsinho foi enfático em descartar qualquer possibilidade de aliança dos dois partidos. “Não tem possibilidade coligação PT-PMDB. Minha  candidatura é irreversível”, garantiu o ex-prefeito de Campo Grande.


Aliança


Nelsinho afirmou que está conversando com muitos partidos. O próximo será o PSB que também tem um candidato presidenciável, o governador de Pernambuco Eduardo Campos. Apesar do ex-aliado estudar a possibilidade de lançar candidatura própria ao governo do Estado, o peemedebista acredita na reedição de aliança.


“Na semana que vem vou conversar com Murilo Zauith. Estamos conversando”, pontuou Nelsinho sem detalhar a pauta do encontro. Além de ser presidente regional do PSB, Murilo é prefeito de Dourados, o segundo maior colégio eleitoral do Estado.


A ideia de ter um vice da região é estudada pelo peemedebista. “A ideia muito me agrada, seria uma estratégia muito boa”, finalizou.  

Jornal Midiamax