Geral

Depois de duas horas, voluntários resgatam gata e três filhotinhos de árvore na Afonso Pena

Uma gata e três gatinhos foram resgatados por protetores independentes de animais no fim da manhã desta sexta-feira (15), na Avenida Afonso Pena, entre a Avenida Calógeras e a Rua 14 de Julho, em Campo Grande. Os gatinhos estavam na parte oca de uma árvore centenária e o resgate demorou pouco mais de duas horas. […]

Arquivo Publicado em 08/08/2014, às 16h04

None
1336078693.jpg

Uma gata e três gatinhos foram resgatados por protetores independentes de animais no fim da manhã desta sexta-feira (15), na Avenida Afonso Pena, entre a Avenida Calógeras e a Rua 14 de Julho, em Campo Grande. Os gatinhos estavam na parte oca de uma árvore centenária e o resgate demorou pouco mais de duas horas.


Segundo Carla Patrícia Coelho, uma das protetoras, a gata estava grávida e os voluntários passaram a acompanhar o animal. Ela tinha uma casinha feita com uma caixa e recebia ração. Há quatro semanas, ela pariu os filhotes, mas os voluntários ainda não sabiam onde eles estavam. A gata já estava acostumada a morar na região e também recebia comida dos comerciantes do local.


Nesta sexta, os gatinhos foram encontrados dentro da árvore e foram resgatados. Os voluntários precisaram subir em uma escada e enfiar as mãos na parte oca. O buraco tinha cerca de um braço de profundidade. A ‘mamãe’ também foi resgatada e agora, os quatro irão para uma área de recolhimento para que possam se acostumar com os humanos e possam ser adotados no futuro.


“Por ser um local de fluxo, o resgate é um trabalho minucioso, porque ela [a gata] poderia fugir por entre carros. Estávamos vindo procurar a ninhada no domingo, pois tem menos carros”, explica Carla Patrícia.


Os voluntários que fizeram o resgate fazem parte da ação social “Focinho Carente”. O grupo faz resgate de gatos em situação de perigo, recolhimento de ração para doação e vacinação em bairros carentes.


Mais informações podem ser encontradas na página do Facebook.

Jornal Midiamax