Geral

Depoimentos controversos dificultam solução de caso dos primos baleados em assalto

Os dois primos de 16 e 17 anos que foram baleados no dia 7 de abril após serem supostamente flagrados furtando mercado no Jardim Colúmbia foram ouvidos hoje pelo delegado Webber Medeiros, responsável pelo caso. O proprietário do mercado, apontado como autor dos disparos também foi ouvido. Entretanto, os depoimentos são controversos. O proprietário do […]

Arquivo Publicado em 17/04/2014, às 13h05

None
1049738369.jpg

Os dois primos de 16 e 17 anos que foram baleados no dia 7 de abril após serem supostamente flagrados furtando mercado no Jardim Colúmbia foram ouvidos hoje pelo delegado Webber Medeiros, responsável pelo caso. O proprietário do mercado, apontado como autor dos disparos também foi ouvido. Entretanto, os depoimentos são controversos.

O proprietário do mercado disse que durante o assalto um dos adolescentes sacou uma arma e ele lutou com o jovem. O outro primo teria aparecido e agarrado o comerciante pela garganta. Segundo o depoimento do proprietário, neste momento ele tomou controle da arma e atirou no braço de um e no peito de outro. Depois disso, jogou a arma no chão e foi embora.

Diferente

Já um dos adolescentes, que deu o depoimento, negou o assalto. Segundo a versão do jovem, eles saíram do mercado e fui um para cada lado e de repente o comerciante chegou em um deles e pediu para ver a mochila. Em seguida o proprietário do mercado teria sacado uma arma e os dois entraram em luta. O outro adolescente teria chegado para ajudar e os dois disparos foram efetuados, conforme declarou o jovem.

Peritos

O delegado admitiu que os depoimentos se confrontam e declarou que ouvirá mais duas testemunhas para tentar solucionar o caso. Caso não seja possível, peritos serão convocados para fazer reconstituição do crime para descobrir o parecer dos disparos.

Jornal Midiamax