Geral

Delegado do departamento de homicídios é morto a tiros durante assalto em SP

O delegado Francisco de Assis Camargo Magano, 52 anos, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), foi morto a tiros de arma de fogo na noite deste sábado (13), durante um assalto na zona leste de São Paulo (SP). De acordo com a SSP (Secretaria da Segurança Pública), Magano e sua namorada, uma […]

Arquivo Publicado em 14/09/2014, às 19h56

None

O delegado Francisco de Assis Camargo Magano, 52 anos, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), foi morto a tiros de arma de fogo na noite deste sábado (13), durante um assalto na zona leste de São Paulo (SP).

De acordo com a SSP (Secretaria da Segurança Pública), Magano e sua namorada, uma assistente administrativa de 43 anos, foram abordados por volta das 21 horas por dois homens armados, quando estacionaram o carro para pegar um remédio no porta-malas.

O delegado pegou o revólver calibre 38 e tentou reagir ao assalto, quando foi atingido por disparos na cabeça, nas costas, no ombro e nas nádegas. Os criminosos deixaram a mulher no local e fugiram com o carro. O delegado foi socorrido por um homem que passava no local e levado para o Hospital do Tatuapé, mas não resistiu aos ferimentos.

Além do carro, que foi encontrado abandonado horas depois, os assaltantes levaram o revólver calibre 38 de Magano, uma pistola calibre 45, a funcional do delegado e R$ 170 em dinheiro, além da bolsa da mulher. De acordo com a SSP, Magano era delegado assistente da 3ª Delegacia de Proteção a Testemunhas e Vítimas do DHPP.

O caso foi registrado inicialmente como latrocínio (roubo seguido de morte) e está sendo investigado pelo DHPP. Até o momento, ninguém foi preso.

Jornal Midiamax