Geral

Delcídio diz que queda em avaliação do governo Dilma não reflete em campanha em MS

Para o nome do PT à disputa pelo Governo do Estado, senador Delcídio do Amaral, a terceira queda consecutiva na avaliação do governo da presidenta Dilma Rousseff (PT) não afeta de imediato em sua campanha em Mato Grosso do Sul. A pesquisa divulgada ontem (29) pela CNT/MDA mostrou que avaliação do governo Dilma caiu de […]

Arquivo Publicado em 30/04/2014, às 22h00

None

Para o nome do PT à disputa pelo Governo do Estado, senador Delcídio do Amaral, a terceira queda consecutiva na avaliação do governo da presidenta Dilma Rousseff (PT) não afeta de imediato em sua campanha em Mato Grosso do Sul.

A pesquisa divulgada ontem (29) pela CNT/MDA mostrou que avaliação do governo Dilma caiu de 36,4%, apurado em fevereiro, para 32,9%. “Pelas pesquisas regionais que eu fiz até agora não refletiu, mas é claro que é cedo para achar que essas coisas não têm consequências”, ressaltou Delcídio.

Na avaliação do senador, o motivo da queda consecutiva está no pessimismo na economia brasileira. “Os problemas que a Dilma tem enfrentado são difíceis. As inseguranças, a inflação, começam a refletir no cotidiano das pessoas e o governo não tem conseguido reverter esse discurso. Ele não deixa claro o quanto já foi conquistado, mas aí é o que dizia o velho Chacrinha: quem não se comunica se trumbica”, concluiu o senador.

Esta foi a 118ª edição da pesquisa CNT/MDA. Em novembro de 2013, o índice de aprovação era de 58,8% e o de desaprovação, 38,9%. Foram entrevistadas 2.002 pessoas, em 24 unidades de federação, nas cinco regiões do país.

Jornal Midiamax