O senador Delcídio do Amaral (PT) afirmou nesta quarta-feira (21) em entrevista coletiva que os trabalhos das Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs) que foram instaladas pelo Senado nos últimos tempos estão perdendo força.

Para o petista, a chegada da Copa do Mundo em junho, as convenções partidárias para o início das eleições e a própria eleição deste ano vão atrapalhar os trabalhos de investigação da Petrobras e dos metrôs de São Paulo.

“As CPIs estão avançando, mas acredito que esse trabalho será prejudicado por conta de tudo isso e também aquilo que era vontade das oposições, que conseguiram que fossem implementados, agora eles mesmos [os oposicionistas] estão ausentes dos trabalhos”, alfinetou Delcídio.

Uma CPI Mista está sendo composta pelo Senado e pela Câmara, em que senadores e deputados atuarão em conjunto, faltando apenas as indicações dos nomes dos parlamentares que irão atuar.

Esta comissão pode ser instalada já na próxima quarta-feira e deve apurar denúncias de formação de cartel, corrupção de autoridades, além de atos ilícitos em contratos de obras e manutenção de linhas de trem nos metrôs de São Paulo e do Distrito Federal.

Já a CPI da Petrobras investiga a compra da Refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos por US$ 1,24 bilhão. O senador Delcídio fazia parte da empresa quando a compra ocorreu, mas estaria afastado decorrente do volume de trabalho da CPI dos Correios a qual presidiu.