Geral

Defurv procura por arma de fogo usada na execução do empresário Erlon

Equipes da Defurv (Delegacia Especializada de Furtos e Roubos de Veículos) estão à procura da arma de fogo usada na execução do empresário Erlon Peterson Pereira Bernal, de 32 anos. Apesar da prisão de três rapazes com idades entre 18 e 25 anos e da apreensão da adolescente de 17 anos, o meio utilizado para […]

Arquivo Publicado em 08/04/2014, às 15h44

None

Equipes da Defurv (Delegacia Especializada de Furtos e Roubos de Veículos) estão à procura da arma de fogo usada na execução do empresário Erlon Peterson Pereira Bernal, de 32 anos. Apesar da prisão de três rapazes com idades entre 18 e 25 anos e da apreensão da adolescente de 17 anos, o meio utilizado para matar a vítima ainda não foi encontrado.

“Estamos à procura desta arma, que pode estar com algum comparsa, pois não descartamos que a quadrilha seja maior, ou enterrada em algum lugar”, revela a titular da Defurv e responsável pelas investigações, Maria de Lourdes Souza Cano. 
“Assim como eles fizeram questão de ocultar o corpo do empresário, em um local que dificilmente a gente procuraria como a casa de alguém, há possibilidades desta arma também estar enterrada ou em um lugar de difícil acesso”, explica.
PERÍCIA
Após a localização do corpo do empresário em uma vala preparada ao lado de uma fossa, na casa da adolescente no Bairro São Jorge da Lagoa – região sudoeste de Campo Grande – ocorrido no domingo (06), a polícia o encaminhou para o Imol (Instituto Médico-Odontológico Legal), onde foi realizado o exame necroscópico.
Durante os exames, os peritos não encontraram o projetil e por isso, ontem pela manhã retornaram ao imóvel para tentar localizá-lo, sem sucesso. Não foi informado qual é o tipo e calibre da arma que matou Erlon Peterson.
Jornal Midiamax