Geral

De virada, Costa Rica vence Cene fora e aumenta vantagem no Grupo A

O Costa Rica segue absoluto no Grupo A do Campeonato Estadual. Nesta terça-feira, na abertura da nona rodada, foi ao Estádio Morenão e venceu o Cene por 2 a 1, devolvendo a derrota em casa no primeiro turno. A vitória deixa a Cobra do Norte com 16 pontos, três a mais que o adversário, segundo […]

Arquivo Publicado em 18/02/2014, às 22h49

None

O Costa Rica segue absoluto no Grupo A do Campeonato Estadual. Nesta terça-feira, na abertura da nona rodada, foi ao Estádio Morenão e venceu o Cene por 2 a 1, devolvendo a derrota em casa no primeiro turno. A vitória deixa a Cobra do Norte com 16 pontos, três a mais que o adversário, segundo colocado e, até o complemento da rodada nesta quarta, como a melhor campanha entre os 14 participantes.

Com uma equipe modificada, o Cene até começou melhor a partida. Tanto que abriu o placar aos 19 minutos com Edmilson Dubinha em cobrança de falta perfeita. Para quem achou que a vantagem daria tranquilidade ao time da Capital, o efeito foi contrário. O Costa Rica adiantou a marcação e tomou conta do jogo, conseguindo a virada em pouco tempo. Aos 25, Ailton igualou o placar e aos 29, Thales, de cabeça, virou. O Cene até teve a chance de empatar já no finalzinho da etapa com Cezinha, mas a chance desperdiçada manteve a justiça no placar.

No segundo tempo, o técnico Paulo Muller voltou com o atacante Guilherme, um dos titulares poupados, no lugar de Kahuê, montando um time mais ofensivo. Depois Erick, outro titular, também foi para o jogo, mas o resultado prático das mudanças não aconteceu e o Costa Rica conseguiu controlar a partida, já que as chances criadas pelo Cene eram desperdiçadas. Na última delas, já aos 44 minutos, Dubinha cobrou escanteio, a bola passou pela zaga e Erick, livre e de frente para o gol, cabeceou para fora, mantendo o placar da primeira etapa.

Na próxima rodada, o líder Costa Rica busca manter a posição contra o Comercial no Estádio Laertão. O Cene, por sua vez, tenta recuperação contra o Maracaju no Estádio Loucão.

Jornal Midiamax