Geral

De olho no segundo turno, campanha de Marina inclui carreata no centro da Capital

Acompanhando movimentação nacional, as ações de apoio a Marina Silva (PSB) em Campo Grande, neste sábado (4), incluem mobilização de voluntários e carreata por ruas centrais. “Estamos confiantes de que vamos chegar ao segundo turno, porque a população vai ter consciência na hora de votar e Marina representa a mudança real”, diz a coordenadora regional […]

Arquivo Publicado em 04/10/2014, às 13h35

None
1919571881.jpg

Acompanhando movimentação nacional, as ações de apoio a Marina Silva (PSB) em Campo Grande, neste sábado (4), incluem mobilização de voluntários e carreata por ruas centrais. “Estamos confiantes de que vamos chegar ao segundo turno, porque a população vai ter consciência na hora de votar e Marina representa a mudança real”, diz a coordenadora regional da campanha, Tatiana Ujacow.

Segundo Tatiana, a campanha “transcende o partido, porque as pessoas acreditam nas propostas”. Na carreata pró-Marina, que deverá percorrer vias como a Avenida Afonso Pena, ruas Pedro Celestino, Padre João Crippa e Antonio Maria Coelho, é possível observar veículos com adesivos de diferentes candidatos ao governo estadual, por exemplo.

Ainda conforme a coordenadora local, chegando ao segundo turno, Marina terá a vantagem do tempo maior da propaganda no rádio e televisão, por exemplo. “Vai possibilitar que ela fale mais das propostas”, avalia Tatiana, apontando que a candidata do PSB propõe manter ações do governo atual: “o que vai mudar é o que não está indo bem”.

Leide Pedroso, da executiva nacional das mulheres do PSB, participa das atividades de campanha de Marina em Campo Grande neste sábado. “Marina é uma mulher guerreira e nos representa, é o sonho da mulher socialista, de estar no poder para fazer a diferença”, diz ela, e completa: “estamos confiantes para ir ao segundo turno e ganhar as eleições”.

Na visão de Alice Moura Battaglini, voluntária na campanha de Marina, a candidata do PSB “subiu como um foguete e apavorou os outros partidos”. Em função disso, continua, a pessebista sofreu muito ataques.



Jornal Midiamax