Geral

Cuidando da filha sozinho há 6 anos, Hugo diz ter feito a escolha mais acertada de sua vida

Desde que a filha Bianca Magalhães Carabalo tinha 3 anos, Hugo Rafael Rodrigues Carabalo, de 33 anos, vendedor, cuida da menina. O pai-mãe, pãe, ou pai solteiro, cuida da filha desde que o casamento com a mãe da menina acabou. Ele afirma que, mesmo diante de todas as dificuldades, sabe que fez a melhor escolha da […]

Arquivo Publicado em 10/08/2014, às 12h05

None
1063102147.jpg

Desde que a filha Bianca Magalhães Carabalo tinha 3 anos, Hugo Rafael Rodrigues Carabalo, de 33 anos, vendedor, cuida da menina. O pai-mãe, pãe, ou pai solteiro, cuida da filha desde que o casamento com a mãe da menina acabou. Ele afirma que, mesmo diante de todas as dificuldades, sabe que fez a melhor escolha da vida ao decidir cuidar da filha.

Hugo diz que ele a ex-mulher eram muito novos quando ‘ficaram grávidos’. “A gente ficou e a Ju engravidou. A gente decidiu ficar junto, criar nossa filha, mas não deu certo”, diz. “Tentamos muitas vezes, até fora do País fomos para tentar salvar a relação, mas não deu”, conta.

A mudança aconteceu quando a filha tinha 2 para 3 anos. Eles foram morar em Encarnación, no Paraguai, e depois se mudaram para o lado argentino na esperança de que um novo país desse a eles o que buscavam no relacionamento. A relação terminou de vez e Juliana decidiu ficar na Argentina, pois estava estudando lá.

Pouco tempo depois, ela transferiu o curso de medicina para Buenos Aires e Hugo a apoiou. “Eu fui até lá, ajudei, aluguei apartamento, paguei a escola da Bianca. Mas como ela estudava o dia todo começou a ficar difícil. E passados três meses que fui embora e deixei tudo organizado para as duas, ela veio para cá para Campo Grande e deixou a Bianca com a mãe dela”, conta.

Ele então decidiu deixar o trabalho que havia conseguido em São Paulo, apesar de estar ganhando superbem, e cuidar da filha. “Enquanto a Bianca estava com a mãe dela tudo bem, mas se tem mãe, se tem pai, por que vai ser criada por outra pessoa?”, pergunta.

Hugo deixou tudo para trás e voltou para Campo Grande. Segundo ele, no começo não foi fácil. A rotina, que é a realidade de muitas mulheres, não é comum para os homens, e não foi para ele. “Eu acordava cedinho e levava a Bianca para a creche. Ela ia comigo no ônibus dormindo no meu colo. Depois eu a pegava à tarde, ia para casa, fazia a janta e brincava”, enumera.

Hoje, diz, é mais fácil. Os dois são verdadeiros parceiros e apoiam um ao outro em tudo. “Ela me ajuda muito. Me ajuda com a casa, é a melhor aluna da escola, não tenho do que reclamar. É uma filha maravilhosa”, conta.

Primeiro presente

Com os olhos cheios de lágrimas, ele conta ter ouvido a filha contar para a namorada que vai comprar o presente de Dia dos Pais. “Faz um tempo que comecei a dar uma mesada para ela. E ela administra muito bem, cuida do dinheirinho dela. Esses dias a ouvi contando que iria comprar um presente para mim, vai ser meu primeiro presente de Dia dos Pais”, fala emocionado.

“O que dou para ela não é muito pouco. Então sei que ela está se esforçando. Claro que no Dia dos Pais a gente saía e eu comprava algo para ela me dar. Mas vê-la falando isso, nossa…”, diz, sem conter o choro.

Futuro

“Esses dias me perguntaram se eu estou dando um futuro para minha filha, confesso que não sei. Eu queria dar muito mais para ela, mas nunca vou desistir dela. Vou tentar até o fim sempre. E tenho certeza que fiz a melhor escolha da minha vida ao decidir ficar com ela”, finaliza.

Jornal Midiamax