Geral

Corpo de indígena é encontrado em avançado estado de decomposição em aldeia de Dourados

O corpo de Mirda da Silva, de 40 anos, foi encontrado na manhã desta quinta-feira (10), em matagal da Aldeia Bororo, em Dourados. O cadáver foi encontrado por funcionário da Sesai (Secretaria de Saúde Indígena) em matagal próximo do cemitério da aldeia, em decúbito dorsal em adiantado estado de decomposição. Segundo o perito que esteve […]

Arquivo Publicado em 11/04/2014, às 01h49

None

O corpo de Mirda da Silva, de 40 anos, foi encontrado na manhã desta quinta-feira (10), em matagal da Aldeia Bororo, em Dourados.

O cadáver foi encontrado por funcionário da Sesai (Secretaria de Saúde Indígena) em matagal próximo do cemitério da aldeia, em decúbito dorsal em adiantado estado de decomposição.

Segundo o perito que esteve no local, Mirda está morta há mais de quatro dias. O corpo passará por necropsia para avaliar a causa da morte. O filho dela disse que ela era alcoólatra.

Jornal Midiamax