Geral

Corinthians tem 61,9% de chances de ficar fora; SP promete não interferir

Dois pontos atrás do Ituano, vice-líder do Grupo B, o Corinthians tem 61,9% de chances de ser eliminado, segundo o site Chance de Gol. Para que a porcentagem não se confirme, o clube do Parque São Jorge depende bastante do São Paulo nas duas últimas rodadas. O clube do Morumbi fala em fazer sua parte, […]

Arquivo Publicado em 10/03/2014, às 01h58

None

Dois pontos atrás do Ituano, vice-líder do Grupo B, o Corinthians tem 61,9% de chances de ser eliminado, segundo o site Chance de Gol. Para que a porcentagem não se confirme, o clube do Parque São Jorge depende bastante do São Paulo nas duas últimas rodadas. O clube do Morumbi fala em fazer sua parte, ajudando o rival a chegar ao mata-mata.

“Eles dependem da gente, mais uma vez. A gente vai fazer a nossa parte, independente se vai ajudar ou não”, disse Luis Fabiano, em um misto de condescendência e provocação. “Se a gente conquistar a vitória vai ajudar o adversário, mas tem de continuar vencendo. Com uma pontinha de não querer, mas a gente tem de fazer”, completou o atacante à rádio Globo, após o 3 a 2 no clássico deste domingo.

“Eu não entro em um jogo sem poder dar meu melhor. Sempre entro para dar o melhor, senão, as coisas não fazem sentido”, concordou Rogério Ceni.

O tom foi o mesmo entre todos os são-paulinos que falaram sobre o assunto. Nas duas últimas rodadas, o clube do Morumbi enfrenta Ituano e Botafogo-SP, vice-líder e líder da chave do Corinthians.

O time de Ribeirão Preto já está garantido na próxima fase, mas o Ituano ainda tem de 51,7% de chances de avançar. O Audax, terceiro colocado com 17 pontos, tem só 8,8%.

Se tivesse vencido o jogo deste domingo, a equipe de Mano Menezes entraria nos dois últimos jogos dependendo apenas das suas forças, já que passaria o Ituano. Com a derrota, seguiu com 20 pontos, contra 22 do time interiorano, e precisa reverter a vantagem com apenas seis pontos em disputa.

“Vamos continuar Igual ao que estava fazendo até agora, que também não dependia da gente”, avisou Mano Menezes, que passou as últimas quatro rodadas correndo atrás do prejuízo e, com uma sequência de vitórias, recolocou o Corinthians na briga pela classificação.

A situação remonta à parte final do Campeonato Paulista de 2004, quando o Corinthians corria risco de rebaixamento. Na última rodada, uma vitória do São Paulo sobre o Juventus garantiu a equipe na primeira divisão estadual. Grafite, autor de dois gols na partida, ficou marcado pelos são-paulinos na ocasião.

“Aquilo fica mais para a torcida, que pegou um pouco no pé do Grafite. Mas o jogador quando entra em campo é para ganhar, por isso eu acho que nós vamos nos classificar”, disse Danilo, meia do Corinthians que estava em campo pelo São Paulo na fatídica partida.

Jornal Midiamax