Geral

Copa do Mundo em Cuiabá supera expectativas, diz governador

Tanto o secretário Maurício Guimarães quanto o governador de Mato Grosso, Silval Barbosa, avaliaram que a Copa superou expectativas em Cuiabá. O governador disse que vai continuar torcendo para que tudo ocorra bem nas demais cidades, que seguem sediando disputas do mundial. Ele agradeceu à imprensa local, nacional e internacional, pela cobertura e ao povo […]

Arquivo Publicado em 25/06/2014, às 21h49

None

Tanto o secretário Maurício Guimarães quanto o governador de Mato Grosso, Silval Barbosa, avaliaram que a Copa superou expectativas em Cuiabá. O governador disse que vai continuar torcendo para que tudo ocorra bem nas demais cidades, que seguem sediando disputas do mundial. Ele agradeceu à imprensa local, nacional e internacional, pela cobertura e ao povo cuiabano pela recepção “amável” dos mais de 100 mil turistas. Segundo ele, com a Copa, Cuiabá deixou de ser uma cidade desconhecida.

Os principais legados, segundo o governador, são a qualificação de milhares de pessoas para trabalhar em grande evento e as obras estruturantes de mobilidade urbana, que receberam um investimento de R$ 130 milhões.

No entanto, das 56 obras prometidas, só 19 ficaram prontas até a Copa. “O restante será finalizado rapidamente”, prometeu o governador, sem dar data certa para a entrega delas. “Se vocês me perguntarem quando serão inauguradas, eu respondo: quando ficarem prontas. Mas quero afastar esse fantasma de que não serão concluídas. Há contratos assinados e recursos para que sejam realizadas até o fim”.

A maior obra de mobilidade urbana em Cuiabá prevista para favorecer o fluxo urbano durante os jogos vai ficar pronta somente em dezembro. Trata-se do VLT, que é um metrô de superfície. A Secopa já encaminhou ao Ministério Público o estudo tarifário para o VLT começar a rodar no início do ano. Mas, conforme o secretário Maurício Guimarães, quem vai cuidar da execução do metrô é uma agência específica. A Secopa, criada para realizar o mundial, será dissolvida em dezembro.

Apesar do VLT não ter ficado pronto, não houve problema no trânsito da cidade durante os jogos, porque foi decretado ponto facultativo e várias empresas liberaram seus funcionários. A dinâmica atípica no trânsito acabou favorecendo a chegada à Arena.

Quanto à segurança pública, não houve também eventos graves. Os dois casos mais tensos, a princípio divulgados como estupro – de uma turista norte-americana, vítima, e um chileno, que teria forçado uma situação com uma brasileira em vias públicas – não se confirmaram.

“Começamos a Copa como patinho feio e vamos terminar como cisne”, disse o secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamente, se referindo ao bom funcionamento no entorno da Arena e no Fifa Fan Fest.

O Fifa Fan Fest em Cuiabá continuará transmitindo todos os jogos do mundial em telão e oferecendo programação cultural até 13 de julho. No último jogo, recebeu 50 mil torcedores, em clima de festa, também se, intercorrências significativas.

O caso mais grave registrado pelo Procon em Cuiabá, conforme o secretário de Estado de Justiça, Luiz Antônio Pôssas, foi a venda criminosa de ingressos falsos por uma agência colombiana. Mas, segundo ele, as vítimas foram acompanhadas para que não ficassem sem acomodação e as demais necessidades até o retorno.

Jornal Midiamax