Geral

Comissões da Câmara permanecem indefinidas após posse de suplentes

A Câmara Municipal de Campo Grande ainda não definiu como ficará a participação dos novos vereadores nas comissões permanentes. Uma possibilidade é de que os suplentes também assumam nas comissões as vagas deixadas pelos titulares. A Mesa Diretora ainda não se manifestou sobre o assunto. O suplente Loester Nunes (PR) – que assumiu a vaga […]

Arquivo Publicado em 26/03/2014, às 14h20

None
1698445994.jpg

A Câmara Municipal de Campo Grande ainda não definiu como ficará a participação dos novos vereadores nas comissões permanentes.

Uma possibilidade é de que os suplentes também assumam nas comissões as vagas deixadas pelos titulares. A Mesa Diretora ainda não se manifestou sobre o assunto.

O suplente Loester Nunes (PR) – que assumiu a vaga deixada pelo vereador Dr. Jamal (PR), escalado para ser Secretário Municipal de Saúde – espera que seja definida a participação nas comissões na próxima semana.

Ele pretende participar da Comissão de Saúde, mas não sonha com a presidência. “Meu sonho é a Comissão de Saúde. Eu quero participar. Temos que respeitar os tamanhos da bancadas. O PMDB é a maior. Mas tudo depende de acordos. Agora, a presidência está descartada”, disse Loester. Ele é médico.

Magali Picarelli (PMDB), que ocupa a vaga deixada pelo (novo) secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Turismo e Agronegócio, Edil Albuquerque (PMDB), também ainda não sabe se irá participar das comissões.

Outra mudança recente na Câmara é a volta da vereadora Thaís Helena (PT), que era secretária mas perdeu o cargo após a cassação do prefeito Alcides Bernal e voltou para o Parlamento, provocando a saída do suplente Alex do PT.

Jornal Midiamax