Geral

Com três candidatos, cabos e soldados da PM escolhem nova diretoria para ACS na sexta

Mais de três mil policiais militares e bombeiros de Mato Grosso do Sul escolhem nesta sexta-feira (28) a nova diretoria da ACSPMBM-MS (Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros). São três candidatos. A disputa, que tem duas chapas montadas em Campo Grande, e uma em Dourados, ganhou força na […]

Arquivo Publicado em 26/02/2014, às 11h53

None
223911027.jpg

Mais de três mil policiais militares e bombeiros de Mato Grosso do Sul escolhem nesta sexta-feira (28) a nova diretoria da ACSPMBM-MS (Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros). São três candidatos.


A disputa, que tem duas chapas montadas em Campo Grande, e uma em Dourados, ganhou força na reta final. Até rumores de desistências estariam sendo plantados para beneficiar candidaturas, segundo eleitores. Todas as chapas, no entanto, confirmam que continuam na briga.


Além do atual presidente, Edmar Soares, concorrem à presidência Cláudio de Souza, de Campo Grande, e André Lúcio, de Dourados. Cada um deles apoia candidatos ao conselho fiscal e diretores regionais.


Edmar tenta a reeleição com a chapa “Pra Gente ir Mais Longe” (22). Cláudio Souza tem na Chapa “ACS Para Todos” (33) integrantes antigos e mais recentes da tropa. Já André Lúcio montou a chapa “ACS Renovada e Independente” (11) só com integrantes do interior do Estado.


“Essa é uma chapa inédita, totalmente do interior, com a proposta de renovação. O interior tem que ser mais participativo e nós vamos aproveitar essa força para fazer mudanças”, fala o candidato a vice na chapa número 11, Mário Vilela, de Três Lagoas.


Eles defendem melhor assessoria jurídica, reforma do Hotel de Trânsito e a negociação de salários sem a influência do governo, segundo Mário.


Já em Campo Grande, Cláudio Souza diz que o grupo que integra resolveu montar a chapa número 33 é do descontentamento com a política do atual presidente, Edmar, que de acordo com Cláudio, “defende os interesses do governo dentro da associação”.


Entre as propostas da chapa estão o seguro de vida para o policial, definição da carga horária por lei, e promoção automática de todos que cumpram os pré-requisitos.


O atual presidente, Edmar Soares, tenta a reeleição com propostas de continuidade do trabalho que diz já ter desenvolvido. “Eleição só decide no dia, eu acredito no meu trabalho e acho que o sócio vai reconhecer esse trabalho”, aposta.


Segundo ele, a chapa 22 defende a carreira única, a valorização dos policias e bombeiros, regularizar as promoções e a obrigatoriedade de nível superior para ingresso na força.


Pontos de votação


A eleição acontece das 7 às 16 hora desta sexta-feira (28) em 22 seções espalhadas no Estado. Campo Grande, Aquidauana, Miranda, Dourados, Rio Brilhante, Coxim, Naviraí, Ponta Porã e Três Lagoas são algumas das cidades onde serão abertas as seções.

Jornal Midiamax