Geral

Com apenas 15 dias de pré-candidatura, Reinaldo considera índices DATAmax ótimos

O resultado da pesquisa, realizada pelo DATAmax, que aponta dois turnos na eleição para a sucessão do governo estadual, é visto por Reinaldo Azambuja, pré-candidato pelo PSDB, como “ótimo”. A pesquisa, feita de 30 de maio a 6 de junho de 2014, demonstra dois turnos, entre os candidatos Delcídio do Amaral (PT), com 44,9% das intenções […]

Arquivo Publicado em 11/06/2014, às 21h01

None

O resultado da pesquisa, realizada pelo DATAmax, que aponta dois turnos na eleição para a sucessão do governo estadual, é visto por Reinaldo Azambuja, pré-candidato pelo PSDB, como “ótimo”. A pesquisa, feita de 30 de maio a 6 de junho de 2014, demonstra dois turnos, entre os candidatos Delcídio do Amaral (PT), com 44,9% das intenções de voto, e Nelsinho Trad (PMDB), com 28,6%.

Em terceiro lugar figura Azambuja, com 18,2%. Na avaliação do deputado federal, o resultado é uma conquista, uma vez que foi o terceiro dos três a confirmar a pré-candidatura na eleição para governador. “Estamos comemorando. É pouco tempo (de pré-candidatura), comparada com Delcídio, que já era sabido há oito anos que sairia para governador e Nelsinho, que acabou de deixar a Prefeitura de Campo Grande”, ressaltou.

Para Azambuja, o índice do DATAmax demonstra que sua campanha tem grande potencial para crescer. “A expectativa é que melhore ainda mais”.

Pesquisa

O levantamento que indica segundo turno foi feito, além da Capital, em Amambai, Aquidauana, Corumbá, Coxim, Dourados, Maracaju, Miranda, Naviraí, Nova Andradina, Paranaíba, Ponta Porã, Rio Brilhante, Sidrolândia e Três Lagoas.

Na pesquisa estimulada foram oferecidos aos eleitores os nomes do senador Delcídio Amaral (PT), o ex-prefeito de Campo Grande Nelsinho Trad (PMDB) e o do deputado Reinaldo Azambuja (PSDB). Também foram sugeridos Professor Monge, (PSTU), Sidney Melo (PSOL) e Luis Pedro Guimarães (PTN), cujas siglas anunciaram a proposta de pré-candidaturas ainda não confirmadas.

Registrada no TRE-MS sob o número 00018/2014, a pesquisa ouviu 1.500 eleitores, com 16 anos ou mais, entre os dias 30 de maio a 6 de junho de 2014. A margem de erro é de 2,5%, para mais ou para menos. O grau de confiança da pesquisa é de 95%

Jornal Midiamax