Geral

Cirurgião retira ovário em vez de apêndice e grávida morre na Inglaterra

Uma mulher grávida, que sofria de apendicite, morreu após uma operação em que o cirurgião removeu, por engano, um de seus ovários saudáveis. Maria de Jesus, de 32 anos, foi internada com dores abdominais, no Hospital Rainha, em Londres, na Inglaterra. Dezenove dias após a internação, a paciente morreu. A britânica estava grávida há 21 […]

Arquivo Publicado em 16/04/2014, às 13h54

None

Uma mulher grávida, que sofria de apendicite, morreu após uma operação em que o cirurgião removeu, por engano, um de seus ovários saudáveis.

Maria de Jesus, de 32 anos, foi internada com dores abdominais, no Hospital Rainha, em Londres, na Inglaterra. Dezenove dias após a internação, a paciente morreu.

A britânica estava grávida há 21 semanas, quando recebeu alta, dez dias após a operação. Nove dias se passaram, quando ela voltou à mesa de cirurgia reclamando ainda estar com dores. Em sua segunda operação, Maria sofreu um aborto espontâneo e morreu no hospital.

Segundo o Daily Mail, o Dr. Yahya Al-Abed, responsável pela cirurgia primeira, admitiu que cometeu uma série de erros durante o procedimento médico. Sua maior falha foi a de remover o ovário direito da paciente ao invés do seu apêndice. Al-Abed era estagiário e trabalhava no hospital há apenas três semanas.

Hoje, o cirurgião e seu responsável, o cirurgião sênior, Dr. Badatunde Coker, respondem pela acusação de má conduta médica. Ambos correm o risco de perder a licença para atuar na área médica.

Jornal Midiamax