Geral

Circuito de Cinema que tem como tema ditadura civil-militar chega a Campo Grande

Expor e discutir a Ditadura civil-militar na América Latina e suas consequências, esta é a proposta do Circuito Universitário de Cinema que chega a Mato Grosso do Sul nesta terça-feira (16). O projeto realizado pela MPC & Associados, em parceria com a Petrobras, está na sua primeira edição e acontece durante os meses de setembro […]

Arquivo Publicado em 16/09/2014, às 17h04

None
748574736.jpg

Expor e discutir a Ditadura civil-militar na América Latina e suas consequências, esta é a proposta do Circuito Universitário de Cinema que chega a Mato Grosso do Sul nesta terça-feira (16). O projeto realizado pela MPC & Associados, em parceria com a Petrobras, está na sua primeira edição e acontece durante os meses de setembro e outubro, em instituições de ensino dos 27 estados do Brasil.

Em Campo Grande a estreia acontece hoje, a partir das 19 horas, no Anfiteatro do Multiuso da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), com a exibição do documentário inédito “500 – Os Bebês roubados pela Ditadura Argentina”, de Alexandre Valenti.

O filme, uma coprodução Brasil e Argentina, relata a história das “Avós da Praça de Maio”, e a luta do grupo brasileiro Clamor para localizar os bebês sequestrados ou nascidos em prisões clandestinas. Outros dois documentários foram escolhidos para a mostra. “Setenta – 70”, de Emília Silveira, e “Duas Histórias”, de Ângela Zoe.

Todas as exibições serão seguidas de debates sobre o tema, com a participação de acadêmicos, pesquisadores, representantes de movimentos sociais e culturais, além dos diretores ou produtores dos filmes. Cada estado contará com seis sessões.

Serviço

A estreia desta terça-feira acontece no Anfiteatro do Multiuso da UFMS, às 19horas, com a exibição do filme “500 – Os bebês roubados pela Ditadura Argentina”. O debate após a sessão será realizado pelo Prof. Dr. Jorge Fernández, do departamento de História da UFMS, que tem desenvolvido trabalhos específicos em vários eixos temáticos, entre eles, a ditadura civil-militar na Argentina, a atuação extraterritorial das ditaduras e a coordenação repressiva entre Brasil e Argentina.


  • Dia 25 de setembro, na Semana de Ciências Sociais da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados), em Dourados, no Anfiteatro da FCH, às 13h.

  • Dia 27, no CineClube da UFGD, em Dourados, às 19h. – Dia 30, no Anfiteatro do Multiuso da UFMS, às 19h.

  •  Dia 10 de outubro, no auditório Tv Pantanal da Uniderp, às 19h.



Jornal Midiamax