Geral

Cinco meses após denúncia, servidores da Iagro continuam sem receber por horas extras

Mais de cinco meses após denúncia em matéria veiculada pelo Midiamax em outubro de 2013, os servidores da Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal) continuam sem receber por horas extras em plantões. A matéria teve grande repercussão no fim do ano passado, a ponto de deputado estadual Pedro Kemp (PT) cobrar explicações. […]

Arquivo Publicado em 26/03/2014, às 00h27

None
1495352302.jpg

Mais de cinco meses após denúncia em matéria veiculada pelo Midiamax em outubro de 2013, os servidores da Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal) continuam sem receber por horas extras em plantões. A matéria teve grande repercussão no fim do ano passado, a ponto de deputado estadual Pedro Kemp (PT) cobrar explicações.

Os servidores já entraram com mais de 50 ações em todo o estado. Eles exigem o pagamento de todas as horas extras trabalhadas em plantões de dez dias nos postos de fiscalização da Iagro, quando têm apenas cinco horas por dia para dormir. Eles recebem diária de setenta reais para alimentação e não recebem nem as horas extras nem descanso.

De acordo com as denúncias, há servidor com 210 horas extras, sendo 80 noturnas, o que dá mais que a carga horária de todo o mês, que é de 200 horas. Há servidores que têm mais de R$ 100 mil para ser pagos de horas extras acumuladas ao longo dos anos.

No ano passado, a Seprotur (Secretária de Estado de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo) declarou que a demanda foi gerada pelo fim de um repasse federal e que em 2014 a questão seria regularizada. Até agora nada foi feito.

A reportagem voltou a entrar em contato com a Seprotur, que afirmou que o caso dos servidores será discutido em reunião ainda esta semana, mas que eles devem receber as horas extras não pagas este ano.


Jornal Midiamax