Geral

Choro de marfinense no hino provoca gafe e confusão mundial

O choro na execução do hino transforou Serey Die em personagem da derrota da Costa do Marfim por 2 a 1 para a Colômbia e causou confusão. Informações de que o pai dele teria morrido nesta quinta-feira circularam nas redes sociais, mas posteriomente o jogador desmentiu. Em comunicado publicado na página de seu fã-clube oficial, […]

Arquivo Publicado em 19/06/2014, às 21h01

None

O choro na execução do hino transforou Serey Die em personagem da derrota da Costa do Marfim por 2 a 1 para a Colômbia e causou confusão. Informações de que o pai dele teria morrido nesta quinta-feira circularam nas redes sociais, mas posteriomente o jogador desmentiu.


Em comunicado publicado na página de seu fã-clube oficial, e posteriormente em entrevista pós-jogo, Serey disse que o pai morreu há dez anos e a emoção foi sentida por outros motivos. “Também pensei no meu pai, mas é por tudo que vivi e por ter conseguido chegar a uma Copa do Mundo”, afirmou o jogador, que chegou a ser mais assediado do que Didier Drobga por conta da história.


Serey já havia atuado na vitória do Japão por 2 a 1 na estreia em Copas, mas segundo ele a emoção foi especial pelo fato de a Costa do Marfim ter jogado pela classificação às oitavas de final, o que acabou não ocorrendo.


Confusão


Antes de ele negar a informação, o jornal britânico Daily Mail noticiou que Serey Die, 29 anos, soube da morte do pai cerca de duas horas antes de entrar em campo em Brasília. A notícia causou muitas reações nas redes sociais, com internautas demonstrando apoio ao jogador.


Até volante Didier Zokora manifestou apoio ao companheiro em seu perfil no Twitter, com mensagens em inglês e francês. “Meu irmão, nossas preces pelo seu pai. R.I.P.”, escreveu. “Hoje o pai de Serey era mais importante que qualquer coisa. Descanse em paz”, continuou.

Jornal Midiamax