Geral

Chelsea bate Arsenal por 6 x 0 em milésimo jogo de Wenger

O Chelsea fez picadinho do Arsenal neste sábado, batendo seu rival na disputa do título do Campeonato Inglês por 6 x 0 e tornando o milésimo jogo do técnico Arsène Wenger um pesadelo para ele e para o árbitro Andre Marriner. Gols de Samuel Eto’o, André Schürrle, Eden Hazard, Oscar e Mohamed Salah, somados à […]

Arquivo Publicado em 22/03/2014, às 15h52

None

O Chelsea fez picadinho do Arsenal neste sábado, batendo seu rival na disputa do título do Campeonato Inglês por 6 x 0 e tornando o milésimo jogo do técnico Arsène Wenger um pesadelo para ele e para o árbitro Andre Marriner.


Gols de Samuel Eto’o, André Schürrle, Eden Hazard, Oscar e Mohamed Salah, somados à decisão de Marriner de expulsar Kieran Gibbs por uma mão na bola de Alex Oxlade-Chamberlain farão com que Wenger se lembre deste dia pelas piores razões.


A expulsão fez pouco para afetar o destino dos pontos, entretanto, já que o Arsenal já tinha feito 2 x 0 quando Gibbs foi retirado pela indiscrição de seu colega de equipe e Hazard converteu o pênalti resultante após meros 17 minutos.


José Mourinho, técnico do Chelsea, ampliou para 11 jogos sua sequência de partidas invictas sobre o treinador rival, e os líderes da liga inglesa se afastaram sete pontos do terceiro colocado Arsenal tendo disputado um jogo a mais.


O segundo colocado Liverpool, também sete pontos distante do Chelsea com dois jogos na mão, visita o Cardiff City neste sábado a partir das 12h (horário de Brasília) e o Manchester City, na quarta colocação, visita o lanterna Fulham.


Esta foi a pior derrota do Arsenal desde a surra de 8 x 2 do Manchester United em 2011 e irá figurar entre os piores desempenhos de Wenger em seus 17 anos e meio a cargo do time.


Foi a segunda vez em seis semanas que o Arsenal visitou um grande concorrente e perdeu- no mês passado o clube sofreu uma derrota de 5 x 1 para o Liverpool.


Como naquele encontro, sua defesa esteve à deriva nos momentos iniciais, permitindo que o Chelsea garantisse os pontos já nos primeiros minutos de jogo.


“Começamos incrivelmente”, disse Mourinho à rede de TV BT Sport. “Com sete minutos tínhamos 2 x 0, é fim de jogo.”


“Começamos com muita força. Deixei claro que era muito importante não deixar o Arsenal à vontade”.

Jornal Midiamax