Geral

CCZ inicia vacinação antirrábica em domicílio e meta é imunizar 106 mil cães e 24 mil gatos

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Campo Grande iniciou nesta terça-feira (3) a Campanha de Vacinação antirrábica em animais domésticos. A meta é imunizar em 120 dias, ao menos 106 mil cães e 24 mil gatos na Capital. Segundo o CCZ, o último caso registrado de transmissão da doença raiva por animais domésticos […]

Arquivo Publicado em 03/06/2014, às 19h14

None

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Campo Grande iniciou nesta terça-feira (3) a Campanha de Vacinação antirrábica em animais domésticos. A meta é imunizar em 120 dias, ao menos 106 mil cães e 24 mil gatos na Capital.

Segundo o CCZ, o último caso registrado de transmissão da doença raiva por animais domésticos para humanos em Campo Grande foi em 1968. Mais de 50 servidores foram mobilizados para as visitas. Eles estarão devidamente uniformizados.

A região do Segredo será a primeira a receber a vacina. Os moradores que preferirem levar seus animais direto no CCZ também é possível, indo na Avenida Senador Filinto Müller, nº 1601 das 7 horas às 23 horas, todos os dias da semana.

Vacina obrigatória

A imunização é obrigatória por lei e o proprietário que recusar a aplicação da dose terá de comprovar que o animal já foi vacinado. A lei determina que a vacina anti-rábica deve ser aplicada uma vez por ano em animais domésticos, por isso, o Ministério da Saúde estabelece o calendário anual de vacinação e o poder público distribui as doses gratuitamente.

A vacinação doméstica é fornecida desde 2005. Segundo O CCZ, a raiva é uma doença causada por vírus e é mortal tanto para o animal como para os seres humanos. A doença é transmitida pela saliva de um animal doente por meio da mordida, arranhão ou lambedura. O cão e o gato são transmissores, mas outros animais como o morcego, o macaco e a raposa, também podem passar a raiva.

Jornal Midiamax