Geral

Casa de adolescente onde empresário foi morto se torna ‘atração’ em Campo Grande

Após a descoberta do corpo do empresário Erlon Peterson Pereira Bernal, de 32 anos, na casa de uma adolescente de 17 anos no bairro São Jorge da Lagoa – região sudoeste de Campo Grande, o local se tornou uma “atração” para curiosos.  Pelo local ainda é notório o odor, que vem da vala, onde estava […]

Arquivo Publicado em 07/04/2014, às 15h37

None
1781833676.jpg

Após a descoberta do corpo do empresário Erlon Peterson Pereira Bernal, de 32 anos, na casa de uma adolescente de 17 anos no bairro São Jorge da Lagoa – região sudoeste de Campo Grande, o local se tornou uma “atração” para curiosos. 

Pelo local ainda é notório o odor, que vem da vala, onde estava o corpo da vítima desde de terça-feira (1º), quando ele desapareceu. 
Ontem foi quebrado o muro da residência para que os maquinários pudessem retirar o corpo da vítima que estava enterrado em meio ao lixo. Com isso, curiosos passam por ali para olhar o imóvel. 
GATO 
Pela manhã foi possível verificar que o imóvel tem um “gato de energia”. Os fios denunciam que a energia era puxada do açougue, que fica ao lado do imóvel.
Jornal Midiamax