Geral

Capital precisa de 119 profissionais para meta de dez médicos por posto de saúde

A prefeitura pretende manter dez médicos, sendo cinco clínicos e cinco pediatras, em cada uma das unidades municipais de saúde. A meta foi apontada na manhã desta segunda-feira pelo secretário municipal de Saúde, Jamal Salem. O secretário participou da abertura de atividades desenvolvidas nesta manhã, na Praça Ary Coelho, alusivas ao Dia Mundial da Saúde. […]

Arquivo Publicado em 07/04/2014, às 12h46

None
107214390.jpg

A prefeitura pretende manter dez médicos, sendo cinco clínicos e cinco pediatras, em cada uma das unidades municipais de saúde. A meta foi apontada na manhã desta segunda-feira pelo secretário municipal de Saúde, Jamal Salem.

O secretário participou da abertura de atividades desenvolvidas nesta manhã, na Praça Ary Coelho, alusivas ao Dia Mundial da Saúde. Segundo ele, para atingir esta meta de profissionais nos postos de saúde seria necessário contratar mais 119 médicos.

“No (posto de saúde do) Guanandi até agora não tem pediatra no período da manhã”, exemplificou o secretário. A unidade é uma das mais procuradas pela população.

Jamal destacou que o município já fez a contratação de 81 médicos. Disse, também, que uma nova seleção será aberta em breve.

Ações da saúde

Ainda destacando o trabalho da nova administração municipal, o secretário apontou ações prioritárias, como em relação ao Samu. Eram quatro viaturas funcionando há pouco tempo e agora são 11, disse ele.

Segundo Jamal, já está no departamento de licitações o processo para a compra de medicamentos, no qual será utilizado um repasse do governo estadual. Após ser procurado pelo prefeito, Gilmar Olarte, o governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, assegurou R$ 500 mil para o município comprar remédios.

Em breve, ainda conforme as informações de Jamal, a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), em conjunto com a Santa Casa e o Hospital Regional, fará um mutirão de exames de raios X e ultrassonografia. Ele destacou que há uma fila de 14 mil pessoas esperando por um raios X.

Jornal Midiamax