Geral

Caos na telefonia móvel não pode continuar afirma deputado

O deputado estadual Carlos Marun (PMDB) participou nessa terça-feira (3) da audiência pública sobre telefonia móvel no Estado, na Assembleia Legislativa. Após ouvir os órgãos de defesa ao consumidor e executivos das operadoras, o parlamentar afirmou que o caos na prestação de serviço da telefonia móvel não pode continuar. O parlamentar disse, após o debate, […]

Arquivo Publicado em 04/06/2014, às 17h51

None

O deputado estadual Carlos Marun (PMDB) participou nessa terça-feira (3) da audiência pública sobre telefonia móvel no Estado, na Assembleia Legislativa. Após ouvir os órgãos de defesa ao consumidor e executivos das operadoras, o parlamentar afirmou que o caos na prestação de serviço da telefonia móvel não pode continuar.

O parlamentar disse, após o debate, que o usuário de telefonia e internet móvel encontram diversos problemas com a falta do serviço que não é gratuito. Segundo Marun existe desconforto e descontentamento daqueles que usam telefonia móvel.

“Hoje é difícil você encontrar um cliente que esteja satisfeito. Você vê pessoas com vários celulares com operadoras diferentes na expectativa de que uma delas funcione. É ligação que não completa, quando completa cai no meio da conversa, sem contar na internet que não funciona”, pontuou o deputado.

A audiência pública foi proposta pela deputada Mara Caseiro (PT do B),que junto com Marquinhos Trad (PMDB) propuseram uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a prestação de serviços de telefonia móvel no Estado. A abertura da CPI foi aprovada na última quinta-feira e recebeu 18 assinaturas.

Marun deve compor a comissão, e de acordo com o deputado,a expectativa é firmar no Mato Grosso do Sul um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) avalizado pelo Ministério Público Estadual para que as empresas melhorem a qualidade do serviço.

Jornal Midiamax