Geral

Cantora do Evanescence abre processo contra gravadora da banda: “sabotagem”

A fundadora e vocalista da banda norte-americana Evanescence abriu um processo contra a gravadora Wind Up Records, responsável pelo lançamento e distribuição dos três álbuns do quinteto, entre 2003 e 2011. As informações são do site TMZ. A cantora alega que o selo arquitetou um plano para sabotar a banda, substituindo seus promotores por um […]

Arquivo Publicado em 05/01/2014, às 21h04

None

A fundadora e vocalista da banda norte-americana Evanescence abriu um processo contra a gravadora Wind Up Records, responsável pelo lançamento e distribuição dos três álbuns do quinteto, entre 2003 e 2011. As informações são do site TMZ.

A cantora alega que o selo arquitetou um plano para sabotar a banda, substituindo seus promotores por um “bando de idiotas”, responsáveis por arruinar a carreira do Evanescence graças a suas horríveis noções de profissionalismo. Além disso, segundo ela a gravadora deve aos músicos do grupo cerca de US$ 1,5 milhão em royalties.

Uma das bandas de rock de maior sucesso dos últimos anos, o quinteto lançou seu disco mais recente, batizado com seu próprio nome, em 2011. O trabalho chegou ao topo de diversas paradas de sucesso do mundo, incluindo a Billboard 200, principal termômetro da indústria fonográfica dos EUA.

No total, o Evanescence vendeu mais de 25 milhões de discos em sua carreira.

Jornal Midiamax