Geral

Campo Grande vira rota de estrangeiros que chegam ao Brasil para a Copa do Mundo

Campo Grande não vai sediar os jogos da Copa do Mundo que começa na próxima quinta-feira (12), mas tem sido rota de estrangeiros que chegam ao País para acompanhar a competição. Com mochilas nas costas, eles chegam de avião e seguem para o destino final de ônibus. Mario Briste, 28 anos, fez várias paradas da […]

Arquivo Publicado em 10/06/2014, às 11h06

None
266983699.jpg

Campo Grande não vai sediar os jogos da Copa do Mundo que começa na próxima quinta-feira (12), mas tem sido rota de estrangeiros que chegam ao País para acompanhar a competição. Com mochilas nas costas, eles chegam de avião e seguem para o destino final de ônibus.


Mario Briste, 28 anos, fez várias paradas da Croácia até o Brasil. Depois de passar pelo Peru, desceu em Campo Grande na noite de segunda-feira (9), mas segue para São Paulo para ver a abertura da Copa do Mundo entre seu País e o Brasil. A viagem vai durar 14 horas até a Capital paulista.


“Foi o trajeto mais fácil e barato”, afirmou. Apesar de enfrentar os donos da casa, o palpite do croata não é muito otimista. “Vai dar empate 0 x 0”, disse. Ele vai deixar o País dia 17 de junho. Com tempo curto, ele não terá tempo de conhecer os pontos turísticos brasileiros.


Os irmãos chilenos também chegaram na noite de ontem à Capital sul-mato-grossense. O destino deles será Cuiabá onde a seleção do Chile enfrenta a Austrália. Ivan Torres, 22 anos, e Nicholas Torres, 19 anos, estavam com uma caravana e encarariam 694 quilômetros até a Capital matogrossense.


“Não teremos muito tempo para conhecer o Brasil porque somos estudantes. Então estamos vindo só para ver esse jogo da Copa”, disseram os irmãos. O jogo Chile e Austrália será na próxima sexta-feira (13).




Jornal Midiamax