Geral

Calor que predomina em Mato Grosso do Sul pode ter fim na noite desta terça-feira

Campo Grande tem enfrentado dias de altas temperaturas e tempo seco. O calor tem atraído a população às lojas de eletrodomésticos, a procura de ventiladores, ares-condicionados e umidificadores de ar. Segundo Aderi Otávio, gerente de uma loja de eletrodomésticos no centro da cidade, a procura por esses aparelhos tem aumentado agora no final do mês […]

Arquivo Publicado em 07/04/2014, às 18h39

None
246757118.jpg

Campo Grande tem enfrentado dias de altas temperaturas e tempo seco. O calor tem atraído a população às lojas de eletrodomésticos, a procura de ventiladores, ares-condicionados e umidificadores de ar. Segundo Aderi Otávio, gerente de uma loja de eletrodomésticos no centro da cidade, a procura por esses aparelhos tem aumentado agora no final do mês de março e começo de abril. A loja aumentou o estoque para evitar a falta deste tipo de produtos, como já aconteceu em anos anteriores.

E não é só com ar-condicionado que a população tem lutado contra as altas temperaturas. A vendedora de sorvetes Itaiana Hendges diz que, nas últimas semanas, a procura tem sido alta. “A venda de sorvetes agora está melhor que no verão!”, afirma Itaiana.

Mas o calor enfrentado pelos campo-grandenses nos últimos dias tem explicação simples. Mato Grosso do Sul está sob influência de uma massa de ar quente e seco. Contudo, o Meteorologista Natálio Abrahão aponta que esse quadro deve mudar na noite desta terça-feira (8), quando haverá alterações no clima devido a uma frente fria que está no Sul do país, indicando amenização do clima no estado.

A previsão para o Outono, que se iniciou em 20 de março e termina em 21 de junho, é de temperaturas elevadas para as regiões Norte e Nordeste do estado. As regiões Central, Sul, Leste e Sudeste do estado podem atingir temperaturas abaixo dos 15 graus. Já as regiões Oeste e Sudoeste podem sentir temperaturas até abaixo dos 10 graus em meados do meio ao final da estação, períodos de final de maio e início de junho.

Há previsão de massas polares para o mês de maio, já no mês de junho, a previsão é de que os períodos de frio serão mais curtos que nos anos anteriores.

Jornal Midiamax