Geral

Cachorro que morreu atropelado no Aero Rancho foi recolhido por protetores anteriormente

O cãozinho que morreu depois de ser atropelado na terça-feira (16), no Bairro Aero Rancho, em Campo Grande, estava doente e foi levado para uma clínica veterinária anteriormente, por uma protetora de animais na semana passada. O caso ganhou repercussão, após moradores afirmarem que entraram em contato com ONGs de proteção aos animais e que nenhuma, foi ao […]

Arquivo Publicado em 18/09/2014, às 11h56

None
738561146.jpg

O cãozinho que morreu depois de ser atropelado na terça-feira (16), no Bairro Aero Rancho, em Campo Grande, estava doente e foi levado para uma clínica veterinária anteriormente, por uma protetora de animais na semana passada. O caso ganhou repercussão, após moradores afirmarem que entraram em contato com ONGs de proteção aos animais e que nenhuma, foi ao local.


Segundo a protetora, que preferiu não se identificar, o cachorro estava com uma infecção no olho e foi encontrado na rua com duas crianças. O cão foi levado a uma clínica veterinária, onde foi feita uma avaliação médica. Foi pedido o endereço das crianças e os protetores foram até o local.


A protetora disse que a responsável pelas crianças e pelo cachorro teria demonstrado descaso com a situação do animal e falou que as crianças levariam novamente o cachorro para a clínica. Ainda segundo a protetora, a ONG divulgou o caso em redes sociais e uma ‘madrinha’ já havia se comprometido a ajudar no tratamento e animal. Eles pediram que a dona entregasse o cachorro, para que ele passasse por tratamento e encontrasse uma nova família, porém, a dona não quis entregá-lo.


“Não fizeram tratamento, não quiseram doar para acontecer isso. tinha arrumado uma pessoa para ficar com o animal Esperamos justiça e que a pessoa responda pelo o que aconteceu”, diz. A protetora pretende entrar em contato com o CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) para solicitar providências, quanto à família que cuidava do cachorro.

Jornal Midiamax