Geral

Brigas, pichações e até consumo de maconha são constantes no Terminal General Osório

Funcionário denuncia a situação e afirma ter receio de repreender algum adolescente e depois ser alvo de algum tipo de violência.

Arquivo Publicado em 30/04/2014, às 18h02

None
2104896365.jpg

Funcionário denuncia a situação e afirma ter receio de repreender algum adolescente e depois ser alvo de algum tipo de violência.

Bagunça, brigas, pichações e até o consumo de maconha são o cenário do Terminal General Osório, no horário de entrada e saída dos alunos de escolas estaduais da região. Um funcionário do terminal, que não quis se identificar, procurou o Midiamax e denunciou a situação. Segundo ele, na última semana, três adolescentes foram encontrados fumando maconha no local. A reivindicação dos trabalhadores é que a Guarda Municipal fique durante todo o dia no terminal e não faça apenas rondas em determinados horários.

De acordo com o funcionário, o horário crítico é das 11h30min às 13 horas, quando há alunos entrando e saindo das escolas. “São estudantes e estão com uniforme azul da Rede Estadual. Direto sentimos cheiro de maconha. Dessa vez eram três que já estavam indo embora, mas estavam fumando dentro do terminal”, conta.

O funcionário diz ainda que não é possível “cuidar” dos estudantes, pois ele e os demais trabalhadores possuem outra função no terminal. Além disso, ele afirma ter receio de repreender algum adolescente e depois ser alvo de algum tipo de violência. “Tem terminal em que os guardas municipais ficam o dia inteiro lá. Aqui eles só passam em rondas e nem é no pior horário”, diz o funcionário.

Entre os problemas enfrentados pelo terminal, o funcionário cita as frequentes pichações, algazarra e brigas. “Na sexta-feira um menino veio pedir ajuda, querendo se esconder em uma sala do terminal. Se tivesse a presença constante de guardas, eles poderiam chamar e tirar do local”, afirma.
Segundo a assessoria de imprensa da Guarda Municipal,quando foi feita a solicitação para que a Guarda permanecesse nos terminais, foi realizado um levantamento das ocorrências que aconteciam, e foram escolhidos os que apresentavam uma maior incidência para que a Guarda permanecesse durante todo o dia.

Nos terminais em que as ocorrências são esporádicas, são feitas rondas. Com relação ao Terminal General Osório foi informado que não foram feitas reclamações ou solicitações para que a Guarda Municipal permanecesse no local. Ainda foi afirmado que não há projeto para que todos os terminais tenham a presença dos guardas durante todo o dia.

Jornal Midiamax