Geral

Bombeiros resgatam corpo de homem afogado em Três Lagoas

O corpo de Leandro Gobetti da Costa, de 30 anos, foi resgatado das águas do rio Paraná na manhã desta quarta-feira (11) por equipes do Corpo de Bombeiros de Três Lagoas. A vítima, que estaria pescando desde a tarde de terça-feira (10), teria morrido afogado na tentativa de recuperar uma isca artificial. As informações são […]

Arquivo Publicado em 12/06/2014, às 01h09

None
1944261030.jpg

O corpo de Leandro Gobetti da Costa, de 30 anos, foi resgatado das águas do rio Paraná na manhã desta quarta-feira (11) por equipes do Corpo de Bombeiros de Três Lagoas. A vítima, que estaria pescando desde a tarde de terça-feira (10), teria morrido afogado na tentativa de recuperar uma isca artificial.

As informações são da Perícia Técnica da Polícia Civil, que enviou o perito Milton Cezar Fúrio para conferir a ocorrência logo após ter sido comunicado o fato ao plantão policial. Segundo Fúrio, existem indícios de que Leandro, para conseguir trazer de volta uma isca artificial que teria se enroscado no fundo do rio tirou parte das vestes (quando o corpo foi resgatado a vítima usava short) e se jogou na água, momento em que teria batido a cabeça em algum obstáculo (pedra, provavelmente).

A afirmativa de que o caso seria de afogamento, ainda conforme o perito, é possível porque no momento do resgate saia água pelo nariz e boca. “Mas o médico legista ainda não realizou o exame necroscópico e o caso só fecha com a confirmação do afogamento”, observou Fúrio.

De acordo com o perito, havia lesão na face da vítima, o que poderá confirmar também que Leandro teria se jogado na água, resultando no afogamento.

Além de roupas da vítima, a perícia também encontrou no local material de pescaria como vara e outros objetos.

Existem informações de que familiares de Leandro da Costa teriam se comunicado com ele por duas vezes, na terça-feira. Conforme Fúrio, a vítima teria ligado, primeiramente, às 17 horas, informando que estava pescando, e depois às 21 horas. “Mas, depois não ligou mais até ser achado na manhã de hoje”, disse o perito, reportando as informações de parentes.

Depois que foi resgatado pelos bombeiros e a perícia efetuado o devido trabalho, o corpo foi encaminhado por uma empresa funerária para o IMOL (Instituto Médico e Odontológico Legal) de Três Lagoas, onde se encontra ainda para os exames necessários.

Jornal Midiamax