Geral

Bahia supera Inter no RS e abre vantagem na Sul-Americana

O Bahia surpreendeu o Internacional, nesta quarta-feira, e deu um grande passo para avançar na Copa Sul-America. Em pleno Beira-Rio, no Rio Grando do Sul, a equipe comandada por Gilson Kleina venceu um time misto armado por Abel Braga, por 2 a 0, e abriu conquistou boa vantagem para a partida de volta da segunda […]

Arquivo Publicado em 28/08/2014, às 01h54

None

O Bahia surpreendeu o Internacional, nesta quarta-feira, e deu um grande passo para avançar na Copa Sul-America. Em pleno Beira-Rio, no Rio Grando do Sul, a equipe comandada por Gilson Kleina venceu um time misto armado por Abel Braga, por 2 a 0, e abriu conquistou boa vantagem para a partida de volta da segunda fase da competição continental. Diego Macedo e Lucas Fonseca marcaram para os baianos.

Com esse resultado, o Bahia pode até mesmo perder por um gol de diferença que avança às oitavas de final da competição. O Inter precisa de um placar idêntico para levar a decisão para os pênaltis, ou qualquer outra vitória por dois gols de diferença para ficar com a vaga. A partida de volta acontece na próxima quinta-feira (4), às 22h, na Arena Fonte Nova, na Bahia. Quem seguir na competição encara Huachipato, do Chile, ou o Universidad de Quito, do Equador.

Com menos de um minuto o Inter já assustou. Valdívia recuperou a bola de Roniery, bateu com estilo e acertou a trave do Bahia. Aos 19min, Wellington Paulista arriscou de fora da área, a bola desviou no zagueiro e carimbou novamente o poste esquerdo do goleiro Marcelo Lomba.

Apesar de pouco ameaçar o gol de Dida, o Bahia conseguiu abriu o placar em uma jogada de bola parada aos 42min. Emanuel cobrou escanteio, Lucas Fonseca antecipou a zaga na primeira trave e testou firme para o fundo das redes. Já nos acréscimos, aos 46min, Alex arriscou em cobrança de falta e novamente acertou a trave para o Inter pela terceira vez na primeira etapa.

Atrás no placar, Abel Braga voltou do intervalo com uma equipe mais ofensiva: colocou o atacante Leandro na vaga do volante Ygor. Ele só não esperava que o Inter sofresse outro gol logo no primeiro minuto da etapa final. Henrique fez boa jogada pelo lado esquerdo, rolou para o meio e Diego Macedo completou para o gol.

A mudança não surtiu efeito na equipe, que continuava sem assustar o gol defendido por Marcelo Lomba. Abel então sacou o experiente Alex e promoveu a entrada de Alan Patrick no meio-campo. O time continuou sem produzir como desejado e chegava apenas em conclusões de fora da área, longe do gol adversário.

Jornal Midiamax