Geral

Através de doações, projeto social ajuda famílias carentes em estado de miséria na Capital

O consultor de vendas Diego Marques, 26 anos, sempre teve um coração solidário. Quando se mudou para Campo Grande, em 2009, ficou comovido com reportagem de família precisando de ajuda. “Fui atrás do endereço e a partir deste dia comecei a fazer ações pelas ruas de Campo grande, como levar comida para famílias e internados […]

Arquivo Publicado em 03/03/2014, às 20h04

None
920689616.jpg

O consultor de vendas Diego Marques, 26 anos, sempre teve um coração solidário. Quando se mudou para Campo Grande, em 2009, ficou comovido com reportagem de família precisando de ajuda. “Fui atrás do endereço e a partir deste dia comecei a fazer ações pelas ruas de Campo grande, como levar comida para famílias e internados na Santa Casa”, relata.

Em outubro do ano passado, conheceu o bairro Cidade de Deus, onde ficava o lixão. “Falavam que aqui não tinha favela e eu vi as pessoas naquela situação precária”, conta. Resolveu criar o projeto social Amigos do Bem, sem fins lucrativos e não governamental. “Sempre gostei de ajudar as pessoas”, destaca.

Diego usou da internet a favor dos moradores do Cidade de Deus: criou Fan Page no Facebook, com fotos das doações, descrição do projeto social e passando seu telefone para os interessados em doar de roupas a alimentos. “Antes eu buscava as arrecadações de porta em porta. Agora até me procuram para fazer as doações”, explica.

A página do Amigos do Bem, criada dia 25 de fevereiro, já tem 1.304 curtidas e se define como “grupo solidário de Campo Grande, onde temos como objetivo ajudar famílias carentes em estado de miséria”. São seis voluntários ativos, em busca de “novos desafios em prol da solidariedade”. A campanha atua na Cidade de Deus (antigo Lixão), Jardim Novo Horizonte.

“Ajude-nos nessa ação com roupas, sapatos, alimentos (não perecíveis), leite, brinquedos, fraldas e produtos de higiene. Entre em contato conosco e seja também um voluntário!”, pede a publicação. Interessados em doar ligar para (67) 9183-3942.

Jornal Midiamax