Geral

Atlético-PR se dá bem na Arena, e Vitória volta à lanterna

O Atlético-PR mandou o Vitória de volta à lanterna do Campeonato Brasileiro ao vencer, neste domingo, por 2 a 0, na Arena da Baixada, pela 21ª rodada. A chave para o resultado positivo foi a velocidade do ataque rubro-negro, que levou perigo em várias ocasiões. Marcelo e Hernani foram os autores dos gols. Com o […]

Arquivo Publicado em 14/09/2014, às 23h09

None

O Atlético-PR mandou o Vitória de volta à lanterna do Campeonato Brasileiro ao vencer, neste domingo, por 2 a 0, na Arena da Baixada, pela 21ª rodada. A chave para o resultado positivo foi a velocidade do ataque rubro-negro, que levou perigo em várias ocasiões. Marcelo e Hernani foram os autores dos gols.

Com o triunfo, o Atlético-PR chegou aos 28 pontos, passando a ocupar a 11ª posição. Enquanto isso, o time de Ney Franco segue no caos, com 18 pontos soamdos. Na próxima rodada, o clube de Curitiba visita o Cruzeiro. Já o Vitória recebe o Fluminense.

O resultado passou longe de ser absurdo. Quem esperava um Vitória mais animado por causa do triunfo sobre o Internacional no meio de semana, viu um time sem dinamismo no ataque, sem conseguir encaixar jogadas de perigo. No primeiro tempo, a chance mais clara foi um “presente” do goleiro Weverton, após escorregão, que Marcinho falou: “Não, obrigado”. Bola por cima.

Por outro lado, o Atlético-PR levou perigo frequente ao adversário, principalmente pelos lados do campo. Os atacantes tiveram vida fácil ao apostarem corrida com os marcadores do Vitória. Em uma dessas, o gol saiu com Marcelo, que recebeu ótimo lançamento e deixou Juan na saudade. De frente para o goleiro, chutou a bola por entre as pernas do rival e foi para o abraço: 1 a 0.

Por falar em Gatito Fernández, ele deu uma leve contribuição no segundo gol atleticano. O chute de Hernani foi forte, tudo bem. Mas o goleiro poderia ter defendido a finalização, que foi o golpe de misericródia contra o Vitória, que até tinha começado a levar mais perigo do que em relação ao primeiro tempo. Não teve jeito e o último lugar da tabela volta a ser do rubro-negro baiano.

Jornal Midiamax